A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Agosto de 2019

04/08/2019 11:58

Jovem teve “apagão” e contou com rede de solidariedade até ser achada

O problema foi que pessoas que a abrigaram não avisaram a polícia, apesar da ampla divulgação do desaparecimento nas redes sociais

Anahi Zurutuza
Maria Campos, investigadores que comandou as buscas (Foto: Henrique Kawaminami)Maria Campos, investigadores que comandou as buscas (Foto: Henrique Kawaminami)

A acadêmica de pedagogia da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) Jalille Bichara Marim, de 20 anos, que ficou desaparecida por 5 dias, teve “apagão”, se perdeu em Campo Grande e contou com a ajuda de ao menos três pessoas antes de ser localizada na casa de um mecânico.

Segundo a investigadora da Polícia Civil, Maria Campos, que comandou as buscas, todas as pessoas que acolheram Jalille foram ouvidas e as possibilidades de sequestro e abuso sexual foram descartadas.

A jovem passou os dias perambulando pela cidade e recebeu ajuda, comida e abrigo, de algumas pessoas. Ela não sabia dizer com clareza quem era, onde morava. “Estava totalmente desorientada”.

Maria Campos conta ainda que a polícia recebeu pouquíssima informação do paradeiro da estudante e a jovem só não foi localizada antes porque as pessoas que a abrigaram não avisaram a polícia, apesar da ampla divulgação do desaparecimento nas redes sociais e na imprensa. “A foto que foi divulgada é de uma pessoa completamente diferente da que encontramos. Ela já estava muito debilitada, com as veste sujas”.Policias que trabalharam no caso foram refazendo os passos da jovem, com imagens de câmeras de segurança e ônibus que ela foi vista. “Foi um investigação muito cansativa”.

 

Jalille foi vista pela última vez no fim da manhã de terça-feira, 30 de julho, e foi encontrada neste sábado (3). Ela estava com o mecânico que relatou ter abrigado a moça na noite de sexta-feira (2) depois de encontrá-la sentada numa rua da Vila Carlota, chorando.

A estudante foi levada para hospital e já está em casa. A família preferiu não comentar mais o assunto.

Jalille em foto divulgada em setembro do ano passado (Foto: Facebook/Reprodução)Jalille em foto divulgada em setembro do ano passado (Foto: Facebook/Reprodução)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions