ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 34º

Capital

Jovens são presos com 300 comprimidos de ecstasy entregues pelos Correios

Dois jovens foram presos em Campo Grande enquanto o outro foi pego em flagrante em Sidrolândia

Por Alana Portela | 17/06/2021 08:05
Entrada da Depac Centro, na Capital, onde caso foi registrado (Foto: Henrique Kawaminami)
Entrada da Depac Centro, na Capital, onde caso foi registrado (Foto: Henrique Kawaminami)

Três jovens foram presos em flagrantes por tráfico de drogas após Correios entregar encomendas com 300 comprimidos de ecstasy. As prisões aconteceram ontem (16), em Sidrolândia e Campo Grande.

Tudo começou durante a fiscalização das encomendas no Correios, quando funcionários perceberam que tinha algo estranho dentro de um pacote ao passá-lo pelo raio X. A embalagem estava com selo carimbado no dia 10 de junho, na cidade de Campinas – São Paulo.

A polícia foi acionada e a encomenda saiu para entrega. Quando os policiais chegaram no local, por volta das 15h 30, viram um funcionário entregando o pacote a um jovem de 20 anos. O rapaz foi abordado e dentro da embalagem foram achados 100 comprimidos de ecstasy, de cores vermelha, azul e verde.

Ao ser questionado sobre a origem das drogas, o rapaz disse que não havia feito a encomenda e que já tinha visto comprimidos parecidos em uma festa, quando era adolescente, época que chegou a consumir ecstasy junto com bebida.

O jovem foi preso em flagrante por tráfico de drogas e levado para Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Capital - Três horas depois outro dois jovens foram presos com uma encomenda também entregue pelos Correios com mais 200 comprimidos de ecstasy. A polícia foi acionada por funcionários e foi até o endereço de entrega do pacote no bairro Vila Carvalho.

A encomenda foi recebida por um rapaz de 19 anos que foi levado para Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. Já no local, ele recebeu a ligação do cúmplice de 21 anos que disse que iria buscar a mercadoria no destino da entrega.

Os policiais voltaram até o local, onde encontraram o cúmplice que ao ver a viatura quebrou o celular. Ele também foi levado para delegacia. Já as drogas foram apreendidas e entregues na Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário