A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

19/09/2018 10:09

Juiz mantém prisão de estelionatários que vendiam carta de crédito falsa

As prisões aconteceram por volta das 17h de segunda-feira (17) em um Café na Avenida Afonso Pena

Viviane Oliveira
Clésio, Juliano, Guilherme e Pedro na delegacia  foram presos em flagrante (Foto: Henrique Kawaminami)Clésio, Juliano, Guilherme e Pedro na delegacia foram presos em flagrante (Foto: Henrique Kawaminami)

A Justiça decretou a prisão preventiva da quadrilha de golpistas presa em Campo Grande que já fez mais de 100 vítimas em Franca, interior de São Paulo. O juiz Alexandre Antunes da Silva decidiu nesta manhã de quarta-feira (19) em audiência de custódia que o grupo deve continuar atrás das grades. Até agora, oito vítimas de Sidrolândia foram identificadas. O bando lucrou mais de R$ 100 mil com vendas de cartas de crédito falsas no município.

Os presos são: Clésio de Jesus Ruas, 36 anos, Guilherme Natali da Silva, 22 anos, Juliano César Pasti Marcelo, 23 anos, e Pedro Henrique Natali da Silva, 23 anos. Eles foram autuados em flagrante por estelionato, associação criminosa e falsidade ideológica.

Clésio foi encaminhado para o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) para exame de corpo de delito, porque em depoimento ao juiz alegou que foi agredido durante a prisão. O quinto integrante da quadrilha do grupo, Wilian Garcia Guedes ainda não foi localizado. 

As prisões aconteceram por volta das 17h de segunda-feira (17) em um Café na Avenida Afonso Pena depois que as vítimas acionaram a polícia. Dois foram presos no local e os outros dois em um hotel próximo a coca-cola. Segundo o delegado Enilton Zalla, que atendeu a ocorrência, os golpistas são profissionais, artistas, dissimulados e com desvio de personalidades. 

Como agiam - Além de usar uma pessoa para fazer propagandas, a quadrilha oferecia cartas de credito pela redes social. Eles pediam um terço do contrato, ou seja, valores de entrada que iam de R$ 7 mil a R$ 40 mil. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions