A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/05/2015 23:10

Justiça analisava suspender liminar após fim da greve na segunda-feira

Edivaldo Bitencourt

O desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, não suspendeu, até esta noite, a liminar que proibia a greve dos médicos em Campo Grande. Ele analisava pedido do Sincato dos Médicos de Mato Grosso do Sul para anular a decisão após um acordo mediado pelo Ministério Público na noite de segunda-feira. 

Conforme despacho do magistrado, disponibilizado ontem pelo site do TJMS, Duarte solicitou que o procurador-geral do município, Fábio Castro Leandro, para confirmar o acordo. Ele se manifestou na manhã desta quinta-feira sobre o acordo. 

No entanto, como não foi retomado o pagamento das gratificações, os médicos realizaram nova assembleia e aprovaram, de novo, a paralisação por tempo indeterminado. Com as gratificações, o salário de um médico, segundo o secretário municipal de Administração, Wilson do Prado, chega a R$ 42 mil.

A decisão da Justiça pode validar a primeira liminar e obrigar os médicos a encerrarem a greve no fim de semana. Além da saúde, o prefeito Gilmar Olarte tenta acabar com a greve nas creches, que deixou 13,8 mil crianças sem aulas desde a manhã de hoje. 

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions