A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

25/06/2018 14:20

Justiça mantém preso homem que tentou matar esposa a tijoladas

Audiência de custódia aconteceu na sexta-feira (22), quando flagrante foi convertido em prisão preventiva.

Anahi Gurgel
Fachada do TJMS, em Campo Grande. (Foto: Fernando Antunes)Fachada do TJMS, em Campo Grande. (Foto: Fernando Antunes)

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul decidiu manter preso preventivamente um auxiliar de serviços gerais, de 33 anos, que tentou matar a própria esposa a tijoladas. A agressão ocorreu na quinta-feira (21), no Bairro Mata do Jacinto, em Campo Grande, quando vizinhos ouviram a discussão e acionaram a Polícia Militar.

Durante audiência de custódia, realizada na sexta-feira (22), o juiz Paulo Henrique Pereira considerou a gravidade da conduta do acusado e seus péssimos antecedentes para converter o flagrante em prisão preventiva.

A acusação envolve violência doméstica e tentativa de feminicídio. Consta nos autos que, após discussão com a esposa, o homem desferiu golpes e tijoladas, causando lesões e cortes na boca, gengiva, hematomas no pescoço, nariz e face da mulher, de 32 anos. Durante a briga, segundo testemunhas, ele estava embriagado e extremamente descontrolado.

A vítima tentou se livrar das agressões, mas ele segurava sua cabeça e a jogava contra uma parede. Foram os vizinhos que impediram o homem de continuar com a violência física.

Entretanto, as ameças verbais não cessaram. Ele dizia que “cadeia não é eterna”, que iria sair da prisão e matar a eposa. Teve a ousadia até de gritar, repetidas vezes, que uma juíza iria liberá-lo e que ele voltaria para acabar com a vida de sua mulher.

Depois da ocorrência, a vítima foi socorrida e encaminhada ao pronto socorro da Santa Casa, onde permanece sob observação médica. Ele foi preso em flagrante após equipe policial realizar diligências no bairro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions