ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Ladrão invade casa com arma de brinquedo, agride e ameaça família

Na fuga o bandido ainda roubou um celular na Rua 13 de maio, mas acabou preso pela Polícia Militar

Por Geisy Garnes | 12/05/2021 10:06
O caso foi registrado na Depac Centro, onde o suspeito foi reconhecido pelas vítimas (Foto Henrique Kawaminami)
O caso foi registrado na Depac Centro, onde o suspeito foi reconhecido pelas vítimas (Foto Henrique Kawaminami)

Homem de 41 anos foi preso minutos após invadir uma casa no Bairro Cabreúva e fazer uma família de refém no fim da tarde desta terça-feira (11), em Campo Grande. O suspeito, Identificado como Claudio Franca Duarte, usou uma arma de brinquedo para ameaçar e agredir as vítimas. Ele só foi detido porque um dos moradores conseguiu escapar e pediu ajuda para vizinhos.

A polícia foi avisada sobre um roubo no Centro da cidade por volta das 18h30 e foi até o local. Ao chegarem no endereço, na Rua 13 de Maio, se depararam com um homem correndo pela via e o pararam. Antes de ser detido, o suspeito jogou no chão uma arma e dois celulares.

Os militares notaram então que a arma jogada pelo suspeito era de plástico, parecida com uma garrucha. Durante a abordagem uma mulher se aproximou dos policiais e explicou que o homem havia acabado de roubar sua bolsa. Apontou ainda um dos aparelhos no chão como o dela.

Ela contou que o suspeito se aproximou e puxou sua bolsa, gritando “vem aqui, vou matar” por várias vezes. Assim que conseguiu pegar o celular, fugiu. Populares assistiram a cena e imediatamente avisaram a polícia.

As equipes ainda conversavam com a mulher quando outra vítima do suspeito chegou. O homem de 46 anos relatou que minutos antes do ladrão entrou na casa da irmã dele, na Rua dos Ferroviários e rendeu toda a família. Com a suposta arma ameaçou todos que estavam no local, inclusive uma criança de um ano e seis meses.

O homem detalhou que foi abordado na calçada da residência, teve a arma apontada para a cabeça e foi forçado a entrar na sala, onde estavam sua mãe, irmã, filho e sobrinho ainda bebê. Claudio perguntou de quem era o carro estacionado em frente ao imóvel, mas ninguém respondeu. Ele então fez a família refém.

Forçou os homens a deitarem no chão e usou a arma para agredir pai e filho, de 15 anos. Muito nervoso, o suspeito começou a arrancar todos os aparelhos eletrônicos da casa das tomadas enquanto ameaçava atirar na cabeça do adolescente. Ele chegou a simular que ligou para comparsas para pedir reforço e tentou trancar a casa, mas não conseguiu.

Dentro do quarto, o bebê chorou e o ladrão foi até o cômodo. A vítima percebeu que a porta ainda estava aberta e aproveitou o momento de distração do autor para fugir. Ele correu para a rua e pediu socorro aos vizinhos. Neste momento o homem saiu da casa e a família trancou o portão.

Durante o flagrante, o morador reconheceu o segundo aparelho jogado no chão pelo bandido como o dele. Diante das provas, os militares deram voz de prisão a Claudio e o levaram para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. Na unidade, ele foi reconhecido por todas as vítimas e indiciado por roubo.

Nesta manhã, o suspeito passa por audiência de custódia do Fórum de Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário