ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  21    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Ladrão manda dono de conveniência tirar a roupa, atira e é preso

Crime ocorreu neste domingo (19), na Avenida Conde de Boa Vista, no Jardim Tijuca

Por Bruna Marques | 20/05/2024 06:52
Conveniência onde empresário teve roupas roubadas (Foto: Henrique Kawaminami)
Conveniência onde empresário teve roupas roubadas (Foto: Henrique Kawaminami)

Homem identificado como Luis Henrique Damaceno Gonçalves de 27 anos, foi preso neste domingo (19), após invadir conveniência armado, mandar proprietário tirar a roupa e atirar para o alto. O caso ocorreu na Avenida Conde de Boa Vista, no Jardim Tijuca, em Campo Grande. Ele foi capturado por policias militares em sua residência.

De acordo com o boletim de ocorrência, o proprietário da conveniência, 30 anos, estava no comércio quando chegaram quatro homens em um Gol branco. O motorista desceu, foi em sua direção, mandou que ele tirasse o casaco e a camiseta do time que estava vestido e antes de ir embora deu um tiro para o alto.

A Polícia Militar foi acionada e durante diligências conseguiu localizar o carro que o suspeito estava em frente a sua residência, na Rua Rio dos Cedros. Luis foi abordado e confessou que estava em casa quando recebeu ligação de um conhecido que atende pelo apelido de “Jó”. O rapaz o chamou para ir até a conveniência “resolver uma parada”.

Luis e o comparsa se encontraram em uma conveniência na Avenida Doutor Nasri Siufi e foram juntos até o estabelecimento da vítima. O rapaz informou ainda que ao chegar no local do crime viu o comerciante vestido com o casaco e camiseta do Palmeiras, foi em sua direção e além de dar um tapa em seu rosto, mandou que ele lhe entregasse a roupa, atirando para o alto na sequência.

Durante vistoria na casa de Luis, os policias encontraram escondidos na maquina de lavar roupas uma pistola calibre .380, nove munições intactas de dois carregadores. Ele foi preso em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e roubo majorado pelo concurso de pessoas. Os militares fizeram diligências para encontrar “Jó”, mas o rapaz não foi localizado.

Durante depoimento na delegacia, acompanhado de um advogado, Luis preferiu ficar em silêncio. Ele passará por audiência de custódia nesta segunda-feira (20).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias