A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/10/2013 16:54

Maçonaria irá financiar parte do novo espaço na demolida Cidade do Natal

Helton Verão
Ademar revela que as três potências maçônicas do Estado irão financiar a obra (Foto: João Garrigó)Ademar revela que as três potências maçônicas do Estado irão financiar a obra (Foto: João Garrigó)

A demolição da Cidade do Natal, iniciada na noite de sábado (26) para a construção de um espaço multi uso, terá o “financiamento” da maçonaria para a Festa das Nações. O evento é organizado pelas três potências maçônicas do Estado, que congregam 70 grupos.

“A maçonaria vai ajudar sim. Temos o evento a partir do dia 21 de novembro, quando fomos iniciar os nossos trabalhos para ocupar o espaço descobrimos que precisaria de reforma. Como já divulgamos o nosso evento, vamos ajudar através dos nossos parceiros de uma forma que a prefeitura tenha um gasto mínimo”, comenta o membro maçônico, Ademar Oliveira.

De acordo com o membro, ainda não existe a previsão dos valores que serão injetados pela Maçonaria na Cidade do Natal. O prefeito Alcides Bernal prevê um gasto da prefeitura de até R$ 150 mil.

“A população vai gostar da mudança. Se não fosse a maçonaria ajudar a Prefeitura Municipal iria gastar muito mais”, ressaltou o maçom Ademar.

As equipes que trabalham na obra são de responsabilidade da maçonaria. A promessa é de que em ritmo acelerado, as obras na casa do Papai Noel terminem até o dia 18.

Segundo o prefeito, o novo espaço não contará com licitação para obra e contara com o auxílio da Fundac e Seinthra, e ainda espera o apoio da iniciativa privada e doações. 

Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


Esse povo é pacato mesmo viu, agora quer dizer que esse cara chamado de "prefeito" merece troféu por ter demolido o negócio, porque virou isso e aquilo, bla bla???? Isso foi jogada, pra ficar como o bonzinho da história, mas na verdade é vilão, isso sim. Minha mulher já comentou aqui e eu digo o mesmo. Ele abandonou o local, tirou toda vigilância que era mantida para preservação, guardas municipais, etc. Ele causou tudo isso. E dai demoliu o que já estava construído, como se estivesse salvando Campo Grande de um problema, o problema que era de fácil resolução, o problema que ele mesmo causou???? E agora sim vai gastar mais dinheiro, agora sim vai mais dinheiro pro ralo, desnecessária a atitude dele.
 
Rui Mendes em 29/10/2013 11:49:31
Eu duvido que a estrutura estava comprometida. Tantas chuvas, tantas tempestades que já passaram, e tudo permaneceu imóvel, até centenas de arvores já caíram com o mau tempo, e a cidade do Natal permaneceu lá, intacta. Pode até ser que o local tenha ficado comprometido, mas não porque a obra é uma porcaria, muito pelo contrário ao meu ver, e sim por falta de cuidados, porque o prefeito fez questão de abandar o local depois que entrou na gestão, de birra do nelsinho. E agora quem está com birra sou eu.
 
João Gregório em 29/10/2013 11:33:20
Se a estrutura, de fato, estava comprometida, pondo em risco a população, tinha mesmo que ser desmontada. Do contrário, é mais dinheiro do contribuinte que vai pelo ralo.
 
reinaldo oliveira em 29/10/2013 08:24:39
Mesmo que isto seja verdade, este "investimento" poderia acontecer em outra área de CG para agregar a nossa capital outros locais de lazer e investimento. Porém o propósito de nosso atual prefeito e o constante delírio megalomaníaco de destruir investimentos e ações da administração passada. O problema é apenas não realizar o seu dever, do qual foi eleito pelo povo (infelizmente) e sim ter como proposito pessoal destruir o que já foi realizado!
 
Jeane Araujo em 28/10/2013 06:55:47
R$ 150.000,00 PORQUE NÃO GASTAM EM OUTRA ÁREA A MAÇONARIA - TUDO ESTÁ PRONTO PORQUE DESTRUIR - PELO AMOR DE DEUS BERNAL CHEGA DE ERRO.....
 
jaime francisco almeida em 27/10/2013 19:53:24
Não dá pra entender uma atitude desta, se já estava pronta a estrutura construída para uma boa causa e com dinheiro publico, porque demolir? e se a maçonaria precisava de espaço para seu evento, porque não ocupou outra parte obsoleta daquela mesma área, pois ali o que não falta é espaço ocioso, isto esta me parecendo uma maneira disfarçada de apagar as marcas da administração passada e com a cumplicidade desta tal maçonaria que nunca se propôs a fazer nada até então, é realmente esta faltando administração em Campo Grande.
 
Antonio Mazeica em 27/10/2013 17:17:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions