A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/01/2013 17:47

Menina de 12 anos mentiu sobre estupro para prejudicar padrasto

Nícholas Vasconcelos
Delegado explicou que menina só confirmou mentira depois de confrontada com exames. (Foto: Nicholas Vasconcelos)Delegado explicou que menina só confirmou mentira depois de confrontada com exames. (Foto: Nicholas Vasconcelos)

A menina de 12 anos que disse ter sido estuprada confessou para a Polícia que mentiu para prejudicar o padrasto de 42 anos. Segundo o delegado da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente), Elton Galindo, a menina confessou a mentira somente hoje depois que foi confrontada com o exame de corpo de delito, que confirmou que ela é virgem, e a negativa de gravidez.

“Ela confirmou que queria prejudicar o padrasto porque ele era agressivo com ela e os irmãos”, explicou. De acordo com o delegado, ela enganou os conselheiros tutelares e a psicóloga que a entrevistou logo após a denúncia do abuso.

A menina manteve a versão do crime até o último momento. “Até ser confrontada com as provas ela continuava com a versão do abuso”, revelou o delegado. Ela havia dito anteriormente que era violentada há 4 anos pelo companheiro da mãe, que por sua vez dizia desconher a existência dos abusos.

A criança vai responder pelo crime de denunciação caluniosa, crime que pode resultar em até oito anos de internação em uma Unei (Unidade Educacional de Internação).

O padrasto não chegou a ser preso pelo falso abuso deve se apresentar nesta sexta-feira (18) para a Polícia, já que está foragido da Justiça porque não cumpriu a pena integralmente.

Tanto o homem quanto a companheira vão responder pelo crime de maus tratos.

De acusado pelo crime na DEPCA ele passa a vítima na investigação de falsa denúncia. “Ele será encaminhado para a Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) para prestar depoimento sobre o crime”, disse.

Ainda segundo o delegado, situações como esta, onde crianças e adolescentes mentem sobre os abusos, são comuns. Ele destacou que o trabalho em conjunto com o Conselho Tutelar impediu que a falsa denúncia resultasse em um processo.

Padrasto é suspeito de engravidar enteada de 12 anos na Capital
Um homem de 42 anos é suspeito de estuprar e engravidar a enteada de 12 anos no bairro Santa Luzia, em Campo Grande. De acordo com o delegado Elton G...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


Ele com certeza está com a imagem marcada, e ela qual a punição será dada?
 
sales filho em 18/01/2013 08:29:56
Graças a tecnologia, não vou dizer todos, mas tem um povo no Conselho Tutelar fora da casinha, não sabe nem o que está fazenda e pior educação zero. Pais se cair na mão desse povo, pode arrumar um bom, melhor um MEGA advogado ao contrária vai penar na cadeia.
Deveriam fazer cursinhos uma dica: Atendimento ao público, conhecimento básico da CF, Educação e interação a sociedade e criminologia com ênfase em Psicanalise para detectar adolecendo psicopata, justamente para proteger a família, estava esquecendo, tem que ter AMOR para exercer esta função, não pode ser cargo político.
Psicológo em casa anda comigo 24h na minha cintura.

 
TeresaTânia da Silva em 18/01/2013 00:53:05
Depois dizem que crianças não mentem, mentem sim e mentem bem, a menina enganou a todos que a atenderam e nós q ficamos do outro lado tela sensibilizados, hj fiquei emocionada c a entrevista da mãe da menina e até questionando como ela não notou nada de errado. Essa menina precisa passar por acompanhamento psicológico p q consiga ver e entender a gravidade do que fez. Qto a medida socio educativa aplicada, diz o Estatuto da Criança e do Adolescente que o tempo máximo de internação não excederá 3 anos.
 
Regiane Silva em 18/01/2013 00:40:17
Ainda bem que existe a polícia...pq a conselheira e a psicologa simplesmente foram enganadas por essa dita "criança" que sabe deus até onde vai as criações mirabolantes capaz acabar com a vida de uma pessoa em segundos.
 
Ana Cristina Ferreira em 17/01/2013 20:08:09
Se esse padastro dessa marginal tivesse sido preso de imediato, hoje estaria sepultado. Os presos, depois de estuprar e violentar, bater, quebra-lo todo fazendo as justiças da cadeia, matam e começam fazer baterna cantando hinos evangélicos para tumultuar o cárcere.
 
Ezio Jose em 17/01/2013 19:49:31
Ué, mas não dizem que "criança" não mente... Ah, sim, ela é adolescente/criança... Olha, quando um ser "engendra" uma situação, não tem quem não caia... Me lembro bem daquele "bafafá" do povão querendo quebrar uma escola aqui na sáida para Três Lagoas há pouco tempo atrás porque diziam que pedreiros teriam estuprado um "muleque"... Tudo balela... Fica a dica.
 
Sueli Lima em 17/01/2013 18:53:45
Parabéns ao delegado q investigou primeiro em 2008 aconteceu o mesmo comigo deu uma repercusao estadual eu tive q corre atra e prova a minha inocência a justiça tirou todos os meus filhos hoje eles estão d volta grassas a Deus eles também forao vitima d 1 tau de Pastor, temos q ficar esperto tem muito lobo com pele d ovelha fica a dica.
 
airton magalhaes em 17/01/2013 18:45:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions