A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

07/09/2012 09:51

Mesmo com tempo seco, 40 mil pessoas prestigiam desfile de 7 de setembro

Viviane Oliveira e Luciana Brazil
Milhares de pessoas companham o desfile na manhã desta sexta-feira. (Foto: Minamar Júnior)Milhares de pessoas companham o desfile na manhã desta sexta-feira. (Foto: Minamar Júnior)

Ao som do hino nacional, começou às 8h45 da manhã desta sexta-feira o tradicional desfile cívico-militar de 7 de setembro, em Campo Grande. Apesar do calor e tempo seco milhares de pessoas prestigiam neste momento o dia da independência do Brasil.

Após a execução do hino, a Guarda de Honra conduziu a Chama Sagrada da Pátria até a pira do fogo simbólico, que foi acesa em frente ao palanque das autoridades. O fogo significa fé, amor, família e pátria.

Pela rua 14 de Julho vão passar ao todo, 4.367 pessoas, sendo 3.080 de 46 grupamentos militares e 1287 de entidades civis. De início, o desfile partiu da avenida Mato Grosso e finaliza na avenida Fernando Correa da Costa. A solenidade deve terminar por volta das 11h30.

O público é aquele mesmo de sempre, famílias que saem para prestigiar filhos e parentes ou àqueles que levam os pequenos, para aprender desde cedo, a comemorar a data nos desfiles.

É o caso da comerciante Luzia da Silva, de 47 anos, que foi assistir o filho que vai desfilar na Base Aérea.

Preparada para enfrentar o calor e o sol, Luzia estava com uma roupa leve, de chapéu e equipada com uma garrafa de água gelada. “Vim preparada para ficar até o final e prestigiar o filho que é o orgulho da família”, disse.

Prestigiando sempre o aniversário da cidade no dia 26 de agosto, esta é a primeira vez que a funcionária pública, Arlene Maciel de Lima, de 56 anos, vai ao desfile de 7 de setembro. Se protegendo do sol embaixo de um prédio, a funcionária pública assiste atenta a cada apresentação. “Fui à missa em uma igreja aqui perto e resolvi ficar”, destaca.

Enquanto a secretária Ana Carolina, de 32 anos, dava entrevista, a filha Ana Beatriz de 6 anos ignorava a movimentação e posava para as fotos. Além de Ana Beatriz ela estava com o filho de 2 anos. “As crianças adoram”, disse Ana Carolina que levou cadeira, água e biscoitos para os filhos.



Ainda bem. Não podemos ignorar o dia da " Pátria" que é o nosso bem maior. Onde vivemos, onde temos a nossa identidade... devemos ensinar aos nossos filhos, netos.
 
Helena Rosa de Oliveira em 07/09/2012 10:43:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions