A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

06/10/2011 11:54

Morador de rua é preso por pelo menos 27 furtos na área central da Capital

Paula Vitorino e Francisco Júnior

Esta é a segunda pessoa presa por cometer furtos na região; Polícia acredita que os dois autores eram responsáveis pela maioria dos furtos na área

Aguinaldo pode ter cometido ao todo 100 furtos em Campo Grande. (Foto: Francisco Júnior)Aguinaldo pode ter cometido ao todo 100 furtos em Campo Grande. (Foto: Francisco Júnior)

O morador de rua Aguinaldo Garai, de 33 anos, foi preso por ser apontado como um dos principais responsáveis por furtos na área central de Campo Grande. Segundo o delegado Wellington de Oliveira, foi comprovada a autoria de 27 furtos em três meses, mas o número total de vítimas pode chegar a 100.

Aguinaldo foi preso no Cetremi, na terça-feira (4). Na segunda-feira (3), foi presa Lucimar da Cunha, 42 anos, responsável por ao menos 31 furtos na mesma área. Com a prisão dos dois, o delegado acredita que tenha tirado das ruas os dois principais autores de furtos na região.

Apesar de não se conhecerem, segundo a Polícia, os dois autores faziam dos furtos sua “profissão” e aproveitavam da falta de atenção das vítimas para os crimes.

As investigações fizeram um mapeamento dos furtos ocorridos nos últimos três meses na região e percebeu que a maioria tinha as mesmas características. No caso de Aguinaldo, os alvos eram comerciantes e pessoas que andavam pela rua.

As lojas eram arrombadas Aguinaldo sentava no chão e emburrava a porta com as pernas. Ele furtou 400 peças de roupas de uma só loja.

Na rua, o autor praticava pequenos furtos aproveitando do descuido dos clientes. “Ele pegava celular, bolsa, coisas pequenas, mas de várias vítimas”, diz o delegado.

O delegado explica que os furtos na região central são motivados por que existem compradores para os produtos. “Eles furtam porque encontram compradores para os produtos”, diz o delegado.

Aguinaldo tem mandados de prisão em aberto e várias passagens pela Polícia. No dia 27 de setembro, ele foi ferido na barriga com duas facadas e ficou internado na Santa Casa, com nome falso. Ele está preso na 1° Delegacia de Polícia Civil.



Mais um vagabundo fora das ruas. Agora ele é um ex morador de rua ja que passa a ter endereço fixo na cadeia. Mas mesmo assim vai continuar comendo e bebendo as custas do nosso dinheiro.
 
Jose Batista em 06/10/2011 12:07:13
Mais um belo trabalho da polícia. Pena que com a nova legislação, logo logo esse "profissional do crime" retomará suas atividades.
 
Fernando Silva em 06/10/2011 11:59:32
Mais um para o magistrado MM.Paulo, da 1ª vara criminal, colocar na rua, é o comparsa da Lucimar.
O que adianta a policia fazer todo o trabalho, pra colocar esses meliantes atras das grades, pra nada.
Amanha esse ai já estará na rua também. O crime que dá cadeia mesmo, é não pagar pensão alimenticia, a esse sim vai pra cadeia, ainda devide cela com os demais criminosos.
 
Adolfo Arruda da Silva em 06/10/2011 05:52:35
porque soltar essa mulher?se ja confessou os roubos,coloca éla para faser limpeza nas uneis,faz éla trabalhar honestamente se é que consegue,mandem limpar os presidios,as casas invadidas pela enxurrada,tai ó! isso é legal!!!!menos solta-la para vir nos roubar de novo, até que alguem faça justiça com as próprias mãos.
 
lucas da Silva em 06/10/2011 01:23:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions