A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

20/08/2013 09:38

Morador põe fogo, destrói reserva ecológica e mata bichos na Capital

Aliny Mary Dias
Área destruída se recuperada de um incêndio registrado em agosto de 2011 (Foto: Marcos Ermínio)Área destruída se recuperada de um incêndio registrado em agosto de 2011 (Foto: Marcos Ermínio)

O incêndio, que destruiu mil metros quadrados das 17 hectares do Parque Ecológico Anhaduí na tarde de ontem (19), revolta moradores do bairro Guanandi II e gestores da reserva ecológica.

Segundo relato dos vizinhos da área, as chamas começaram por volta das 15h30 depois que um morador colocou fogo em galhos de uma poda de árvore. Os moradores e funcionários da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) ajudaram no combate das chamas.

“Quando começou o fogo a gente correu e encheu baldes com água para ajudar apagar. Foi muito complicado porque o Corpo de Bombeiro não veio e nós víamos os bichos correndo do fogo para a rua”, explica a professora Ecilda de Souza de 48 anos.

Por conta das chamas que atingiram mais de cinco metros de altura, fios de energia foram atingidos e a sede do parque está sem energia e telefone desde ontem. Equipes de uma empresa terceirizado da Prefeitura foram até o local na manhã desta terça-feira e trabalham na troca dos fios de energia.

Para o morador do bairro que trabalha como vigilante, Gilberto Vilalba, 36 anos, as queimadas poderiam ser evitaras se o espaço fosse melhor aproveitado. “Aqui era necessário ciclovias e academias ao ar livre como foi feito no Horto Florestal. As grades que foram furtadas nunca foram recolocadas e isso facilita a ação dos vândalos”, explica o morador.

Responsável pela administração da Parque Anhaduí, o técnico da Semadur, Osmar Martins, explica que a reserva possui um equipamento de combate a incêndio composto por três bombas costais e cinco abafadores, mas que os itens não foram suficientes para impedir a destruição de mil metros quadrados.

“O vento forte e o tempo seco contribuíram para que o fogo se alastrasse muito rápido. A gente tentou conter, mas foi difícil. Perdemos roedores, mamíferos e répteis, além das árvores que foram plantadas em projetos de educação ambiental”, afirma o gestor da área.

Funcionários continuam no trabalho (Foto: Marcos Ermínio)Funcionários continuam no trabalho (Foto: Marcos Ermínio)
Fio de energia precisou ser cortado após ser atingido por chamas (Foto: Marcos Ermínio)Fio de energia precisou ser cortado após ser atingido por chamas (Foto: Marcos Ermínio)

Osmar garante que a única saída para evitar as queimadas é a conscientização dos moradores. Trabalhos de panfletagem e reuniões com vizinhos do parque foram feitos nas últimas semanas justamente para evitar que pequenos focos de incêndio provocados por moradores se transformassem em grandes incêndios.

Antigo problema – O incêndio de ontem aconteceu justamente no local que se recuperada de uma grande destruição ocorrida em agosto de 2011 quando metade do parque foi destruído pelas chamas.

Para a recuperação do solo, os técnicos da Semadur estimam que sejam necessários mais de 5 anos. Já a morte dos animais e plantas é uma baixa que não pode ser calculada. “Temos árvores como os Buritis que levam mais de 50 anos para se desenvolver e abrigam cerca de 20 casais de araras todos os dias”, completa Osmar.

Números – De acordo com o coronel Francismar Vieira da Costa, responsável pelo CPA (Centro de Prevenção Ambiental) do Corpo de Bombeiros, nos primeiros 18 dias de agosto foram registrados 120 focos de incêndio em Campo Grande.

Na última quinta-feira (15), o parque da Mata do Segredo também foi atingido pelas chamas. O incêndio começou em propriedades vizinhas ao parque e o tamanho da área destruída não foi divulgada.



Gláucia; não é falta de consciencia. Os criminosos sabem muito bem que é proibido colocar fogo. Por isso fazem de noite e de madrugada: os fiscais não trabalham nestas horas. Se não estavam conscientes que estava proibido, fariam a qualquer hora dio dia.
Só tem uma solução: multa pesada para o dono de um terreno atingido por fogo. Se este consegue provar que não foi ele que mandou queimar, a multa pode ser devolvido. Vai ver que em menos que uma semana após passar uma lei assim, o problema das queimadas é resolvido.
 
Marcos da Silva em 20/08/2013 22:48:49
Um clima seco como o nosso, todas as noites, o cheiro de queimada é muito forte (eu moro no centro). De manhã, o quintal amanhece pretinho de cinzas trazidas por esta ventania , que este ano, tem ocorrido no período noturno. É muita falta de consciêcia, pois aumenta a poluição; o gasto com água, já que, para mantermos a casa mais limpa, temos de lavar o quintal, até duas vezes ao dia. É um crime.
 
Gláucia Brito em 20/08/2013 15:38:22
Tem que enquadrá-lo na Lei de Crimes Ambientais, como a punição é branda, a puniçção tem quer ser para cada animal morto e cada árvore queimada, para este traste ficar na cadeia para sempre. Porque o Corpo de Bombeiros não apareceu?
 
Mário Costa em 20/08/2013 15:24:02
Falou tudo Cibele Araújo, cara ignorante!! Cadeia nele!!
 
Juliana Souza em 20/08/2013 13:21:53
cade o corpo de bombeiro do ms q vergonha ms
 
narcizo amorim em 20/08/2013 13:20:20
Cadê o nome do vândalo? Tem que haver punição exemplar, tanto jurídica quanto social, colocando o nome do meliante na reportagem. Absurdo o tamanho da irresponsabilidade. Ainda se fosse uma criança, mas um adulto cometer um atentado como este tem de ser devidamente punido. CGN, por favor, coloque o nome do sujeito.
 
Valmir dos Santos Arruda em 20/08/2013 12:35:49
Cabe as autoridades investigarem o caso e identificar o resposável pelo crime e indiciá-lo legalmente por crime ambiental(que pela lei é inafiançável) e tambem pelos prejuízos monetários gastos com o combate ao incêndio e restauração da área(nem que seja com o leilão de bens materiais).
 
Alexandre de Souza em 20/08/2013 12:15:59
como que em pleno século 21 existem pessoas que não evoluem, sem consciência nenhuma e em tempo seco bota fogo, esse cara é um ignorante, por causa dele uma parte foi destruída e animais morreram, gente desse tipo não tinha que ter direito a conviver com outros seres vivos.
 
CIBELE ARAUJO em 20/08/2013 11:07:45
Se sabem quem foi o causador disso tudo, autuação nele, já!
 
Mathias Hanns em 20/08/2013 10:54:21
Não entendo por que as pessoas continuam a atear fogo, principalmente nesta época do ano, com o clima tão seco! Total falta de consciência, ambiental e social também...
 
Joita Romcy em 20/08/2013 10:43:05
Isso é crime GRAVE, contra nossa Fauna e Flora,. Mas como quase tudo nesse país, não dá nada para o CRIMINOSO. Precisamos mudar essa realidade, se quisermos ter a maior beleza que ainda existe, que é a natureza.
Espero, que não fique na impunidade, essa barbárie que deu mídia nacional.
 
Neyde de Oliveira em 20/08/2013 10:37:45
E ai o camarada vai responder pelo crime estúpido que cometeu???
 
Klebber Silva em 20/08/2013 10:27:56
Mas prenderam o autor do crime? Agora vamos ver se realmente é inafiançavel.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 20/08/2013 10:20:56
gente, prendam esse ai que colocou fogo. Que cara sem noção!
 
bianca martins em 20/08/2013 10:20:45
Mas não vi a reportagem falar se pegaram o irresponsável por tudo isso, esse ter que ser preso.
 
edson moreira em 20/08/2013 10:15:31
cadeia no cidadão!!!.. sem mais!!!..
 
Rodrigo Rocha em 20/08/2013 10:11:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions