A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/12/2014 12:04

Morador sinaliza buracos em linha de ônibus como forma de protesto

Vania Galceran
Rua Brasília no Jardim Imá está cheia de buracos e morador resolve protestar. (Foto: Arquivo Pessoal)Rua Brasília no Jardim Imá está cheia de buracos e morador resolve protestar. (Foto: Arquivo Pessoal)

Sem solução há pelo menos 6 meses, morador do Jardim Imá resolve deixar placa de protesto em buraco no meio da pista.O técnico em eletrônica, Paulo Roberto Roqdrigues (58), protestou de forma inusitada, após tirar fotos das placas que colocou dentro do buraco na Rua Brasília, no Jardim Imá em Campo Grande.

Com as siglas de IPTU, IPVA, ISS, ele conta que está indignado com o "queijo suíço" que a rua se tornou. As fortes chuvas que caem essa época do ano, só agravam o problema antigo vivido pelos moradores.

A placa foi colocada ontem (22), mas um motorista de ônibus passou por cima da placa e seu Paulo resolveu colocá-la hoje novamente. "Pode não dar nada, ninguém vir e fazer alguma coisa, mas pelo menos fica o meu protesto", comenta o técnico em eletrônica.

Fazendo as contas, seu paulo contou que são R$ 200 de IPVA, mais R$ 400 de IPTU, que sofreu um reajuste de 11%, fora a conta de energia que teve alta, água e as despesas de fim de começo de ano como toda população.
Ele conta que a foto foi uma forma de chamar a atenção das autoridades para os problemas enfrentados pelos moradores da região. " Se eu pudesse colocava uma plaquinha em cada buraco que tem na minha rua, mas aí sim ela ficaria intransitável", disse.

Os moradores da região do Jardim Imá, contam ainda que outros trechos que precisam ser usados diariamente estão em péssimo estado, como é o caso da rua Taquari, que está toda remendada pela operação tapa buracos. Em situação ainda pior está a Fernando de Noronha, rua que fica atrás do cemitério Santo Amaro e que está completamente remendada, até as proximidades com a Avenida Tamandaré.

Essa via da acesso a vários bairros, como São Francisco, Monte Castelo, Avenida MAscarenhas de Moraes e centro da cidade.O morador que encaminhou a foto conta que usa essa via pelo menos 3 vezes por semana porque precisa ir até o CEM (Centro de Especialidades Médicas), que fica no bairro São Francisco. " Tenho que desviar muitas vezes e fazer um trajeto maior, para poupar meu veículo", afirma Paulo.

De acordo com Fabrício Malaquias (27) morador do bairro , a família dele já teve problemas com a suspensão do carro. Ele explica que muitas vezes não tem como desviar dos buracos e que os motoristas acabam tendo que passar com os veículos por cima deles. "Tivemos que levar o carro para consertar a suspensão que acabou estragando por causa dos buracos, sem falar nas condições de remendo que estão praticamente todas as ruas de Campo Grande", argumenta.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions