ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Moradores passam mal após explosão que fez gás tomar conta de bairro

Além de ardência nos olhos, pessoas reclamam de dor de cabeça e tontura; Bombeiros investigam situação

Liniker Ribeiro | 17/08/2021 18:45
Movimentação em rua de bairro onde gás tomou conta após explosão. (Foto: Cristiano Arruda)
Movimentação em rua de bairro onde gás tomou conta após explosão. (Foto: Cristiano Arruda)

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas, no fim da tarde desta terça-feira (17), para atender moradores da Aldeia Água Bonita e do Bairro Tarsila do Amaral, após relatos de ardência nos olhos, dificuldades para respirar e tontura. A suspeita é de vazamento de gás.

Segundo moradores, a substância tomou conta da região após explosão. “Ainda não sabemos o que aconteceu, ouvimos um estrondo aqui perto, na região de uma chácara, e acho que acabou que o vento trouxe o gás para a comunidade. Idosos e crianças estão com olhos lacrimejando”, contou o vigilante Anderson Ferreira, de 40 anos.

Muitos saíram para tentar encontrar na rua o foco do gás. Na porta de casa, a mãe segurava Arthur, de 2 anos, depois do menino vomitar muito e chorar por conta do gás tóxico, conta a avó Lucila Lemes.

Mulher cobre o rosto no meio da rua, depois do gás tomar conta do bairro.
Mulher cobre o rosto no meio da rua, depois do gás tomar conta do bairro.

A vendedora Vânia Rodrigues, de 32 anos, também apresentou dificuldades para permanecer no local. “Começou a arder muito o nariz, parecia pimenta, e os olhos lacrimejaram. Ficamos sem ter o que fazer, só vimos o pessoal saindo das casas, desesperados, correndo e procurando saber o que tinha acontecido”, explica.

Entre os moradores, há quem acredite que a situação tenha sido provocada por vazamento de amônia. Já o montador de palcos, Clayton Santos, de 28 anos, acredita que possa ter sido explosão em campo de treinamento.

“Acho que é bomba de gás lacrimogêneo. Tem um centro de treinamento na região, a gente sempre escuta o barulho de tiro e, no fim da tarde, começamos a ver uma névoa no ar, o olho começou a arder e o nariz queimar. Também teve gente sentindo dor de cabeça e tontura. Tenho duas filhas e tive que colocá-las debaixo do chuveiro”, conta Clayton, morador na Rua Clarice Lispector.

Mãe com Artur no colo,k depois de criança vomitar por conta do gás.
Mãe com Artur no colo,k depois de criança vomitar por conta do gás.


Nos siga no Google Notícias