A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/09/2011 12:15

Moradores reclamam de presídio na Vila Sobrinho e problema pode acabar no MPE

Vinícius Squinelo
Em audiência pública, moradores tentam retirar o presídio da região (foto: Simão Nogueira)Em audiência pública, moradores tentam retirar o presídio da região (foto: Simão Nogueira)

A instalação de um presídio nas proximidades da Vila Sobrinho, em Campo Grande, levou representantes dos moradores da região à Câmara Municipal na manhã de hoje. Os moradores criticam a instalação do prédio e tentam retirá-lo da região.

Durante a Audiência Pública realizada para debater o tema, a população revelou vários problemas com a efetivação do presídio na Vila Sobrinho, em especial a movimentação “estranha” o aumento da criminalidade e a desvalorização dos imóveis da região.

“Não fomos sequer avisados da instalação do presídio, que foi feito ‘na calada da noite’. Várias pessoas já estão vendendo as casas, que estão mais baratas, e mudando dos bairros próximos”, relatou Cida Felske, síndica do Condomínio Flamingos, próximo do novo presídio.

Chamado de “Casa do Albergado” o presídio de regime aberto recebe, segundo a Sejusp (Secretaria de Segurança Pública e Justiça), pessoas que já trabalham com e que cumprem o final da pena. Os presidiários só dormem no local, que já está funcionando e tem capacidade para 200 pessoas.

Segundo os moradores, já se notam mudanças na região que envolve o presídio. O Comércio fecha mais cedo e a população busca mais segurança. “Tenho alarme e cerca elétrica em casa, e todo mundão pergunta quanto custa para colocar isso nas residências”, relata Cléa Maria Lopes de Oliveira, 63 anos, moradora da Vila Sobrinho.

Ainda segundo os moradores, alguns presidiários chegam atrasados e não conseguem entrar no presídio, e acabam “orbitando” na região, pedindo comida e dinheiro nas casas.

Para os vereadores, a situação é complicada e medidas podem ser tomadas. “Acho que é questão para levar ao MPE (Ministério Público Estadual), temos que pensar na reinserção social, mas também no bem estar dos moradores”, opinou o presidente da Câmara Municipal Paulo Siufi (PMDB). “Nem nós sabíamos da instalação deste presídio”, completou.

“Ninguém foi avisado, vamos estudar o caso e a Câmara vai tomar uma posição”, comentou outro vereador, Marcos Alex (PT), presidente da Comissão de Segurança Pública da Casa.

Ofício: A Sejusp, através de documento oficial, comunicou a Câmara Municipal que a instalação do presídio na Vila Sobrinha foi “informada e autorizada pelo Governo Estadual, Tribunal de Justiça e Ministério Público”.

Ainda segundo a Secretaria, o presídio recebe presidiários de baixa periculosidade, que possuem “direito à reinserção social”.

De família de escritores, médico lança amanhã livro com poemas
O renomado psiquiatra Marcos Estevão lança nesta quinta-feira (14) em Campo Grande o livro de poesias "Pedaços de Mim", que é um compilado de poemas....
Renegociação de dívidas com a Águas Guariroba segue sendo realizada
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Com inspiração japonesa, luzes vão iluminar compras no Centro
Iluminação especial passa a ser adotada, nesta quarta-feira (13), na região central de Campo Grande. Dezesseis estruturas de alumínio, com lâmpadas d...


E quanto a desvalorização dos imoveis, acho uma falta de responsabilidade falar isso pois não existe tempo habil para uma avaliação deste tipo na região. Pois o proprio Residencial Flamingos não recebe pintura a muito tempo, Calçadas estão fora das Normas de Acessibilidade, visitantes deixam os carros do lado de fora do condominio, deixando quase todos sem ruas para transitarem, talves seja isso.
 
Roger Brites em 28/09/2011 04:02:37
Lucas se vc trabalha ao lado deve trabalhar no hospital, ou na Derf ou na Policia Federal, sera que eles irão mexer ai? Duvido, mas devemos entender que a violencia esta em toda cidade, não e por causa do alberque que esta acontecendo roubos por aqui, ja esta acontecendo muito antes do alberque se instalar aqui, so agora que voce notaram?
 
Roger Brites em 28/09/2011 03:57:00
Já temos a DERF, agora o Semi Aberto,,logo devem usar o resto daquela area para construir uma Segurança Maxima?
 
Osvaldo Andrade Morello em 28/09/2011 03:21:27
trabalho ao lado e ja tentaram "mecher" aqui, no primeiro dia que vieram pra cá!!!!! ou seja acabou o sossego por aqui.....providência já....
 
lucas salla em 28/09/2011 02:51:10
Um presídio aberto ou fechado (o que seja) a 5 minutos do centro??? Próximo a praça do Papa, perto dos gdes eventos de Campo Grande???? Pelo Amor de Deus!!!!! Aonde vamos parar???
 
Rafael Cunha em 28/09/2011 01:50:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions