ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Mortes de adolescentes expõem disputa pelo tráfico

O mandante do crime foi identificado como Kleverton Bibiano Apolinário da Silva, preso na Máxima

Por Bruna Marques | 06/05/2024 07:13
Marca de tiro no portão de uma casa na Rua Flor de Maio, Jardim das Hortênsias (Foto: Marcos Maluf)
Marca de tiro no portão de uma casa na Rua Flor de Maio, Jardim das Hortênsias (Foto: Marcos Maluf)

As mortes, por engano, de dois adolescentes envolvem até o momento cinco pessoas. Quatro delas estão presas e um ainda está sendo procurado pela polícia. O alvo do grupo seria um jovem de 19 anos. As mortes expõem a disputa pelo tráfico de drogas na região do bairro Aero Rancho, região sul de Campo Grande.

Após a morte dos jovens, equipes do GOI (Grupo de Operações e Investigações), Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) e Batalhão de Choque chegaram neste domingo (5) até o primeiro suspeito, identificado como Rafael Mendes de Souza, 18 anos, conhecido como “Jacaré”. A participação dele no plano de execução foi emprestar sua casa para que os comparsas arquitetassem o crime.

Com ele, os policiais encontraram a motocicleta com registro de roubo, utilizada no crime, além de uma arma calibre 38, mas conforme revelado pela polícia, não foi dela que saíram os disparos que mataram os adolescentes.

Em seguida, as equipes localizaram na Vila Jacy o piloto da moto, identificado como Nicollas Inácio Souza da Silva, 18 anos. Era ele quem conduzia o veículo utilizado no atentado, o suspeito confessou ter participado do crime e com ele os policiais apreenderam um revólver calibre 357.

Policiais do GOI em diligências na região onde jovens morreram (Foto: Marcos Maluf)
Policiais do GOI em diligências na região onde jovens morreram (Foto: Marcos Maluf)

Com os dois suspeitos presos, os policiais descobriram que, depois do crime, Nicollas e João Vitor de Souza Mendes, 19, apontado como o atirador, deixaram a moto na casa de Rafael e chamaram um motorista de aplicativo, identificado como George Edilton Dantas Gomes, 40, para irem embora. O homem confessou ter feito o transporte dos suspeitos e também foi preso.

A investigação localizou o motorista em um imóvel situado na Vila Bandeirantes. Em depoimento à polícia, ele negou envolvimento no crime, mas segundo apuração, ele teria se dirigido a um dos suspeitos com intimidade, questionando o resultado do atentado: "Deu bom...? Porque eu nem escutei os tiros e estava aqui pertinho". Ainda segundo a polícia, o condutor do veículo Hyundai HB20 teria conhecimento do plano de matar o desafeto.

A ordem cronológica das prisões revelou ainda que Kleverton Bibiano Apolinário da Silva, 22 anos, preso na Penitenciária Estadual Masculina de Segurança Máxima, foi o mandante do atentado. Os policiais chegaram até ele após acessar o celular dos outros suspeitos.

O atentado, conforme apontam as investigações, se deu devido a uma desavença relacionada a disputa de tráfico de drogas, na região do Bairro Aero Rancho.

João Vitor, apontado como o atirador, continua foragido. As equipes da Polícia Civil e Militar continuam em diligências para localizá-lo.

O caso - Os adolescentes de 13 anos foram baleados por uma dupla em motocicleta que chegou atirando. Os supostos atiradores procuravam por um homem que estava na esquina vendendo droga, próximo à residência em que os jovens estavam.

Segundo testemunhas, o alvo dos disparos correu em direção a casa onde estavam os adolescentes, momento em que os jovens foram atingidos. Eles foram socorridos pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Corpo de Bombeiros, mas não resistiram aos ferimentos.

Corpo do menino assassinado por engano chegando no Cemitério Memorial Park onde foi velado (Foto: Marcos Maluf)
Corpo do menino assassinado por engano chegando no Cemitério Memorial Park onde foi velado (Foto: Marcos Maluf)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias