ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SÁBADO  20    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Caminhoneiro é preso por omitir socorro às vítimas de acidente fatal

Acidente aconteceu neste sábado, no anel rodoviário da BR-163 no Km 469, em frente ao posto de combustíveis

Por Viviane Oliveira e Idaicy Solano | 24/02/2024 12:22
Carro da funerária e socorristas no local do acidente (Foto: Paulo Francis) 
Carro da funerária e socorristas no local do acidente (Foto: Paulo Francis)

O caminhoneiro de 67 anos, condutor da carreta Volvo de 9 eixos envolvida no acidente com duas mortes, foi preso em flagrante por omissão de socorro às vítimas. Alex Barbosa Santana, de 33 anos, e Patrícia Brito Valensuela, de 34 anos, morreram no local do acidente. O caso aconteceu entre as 4h e 5h deste sábado (24), no anel rodoviário da BR-163 no Km 469, em frente ao posto de combustíveis, na região do Jardim Itamaracá, em Campo Grande.

Batida foi tão forte que peça de carro foi parar no meio da rodovia (Foto: Paulo Francis) 
Batida foi tão forte que peça de carro foi parar no meio da rodovia (Foto: Paulo Francis)

Conforme boletim de ocorrência, o Honda City, em que o casal seguia, trafegava pela BR-163 no sentido Capital, quando colidiu no lado esquerdo do segundo semirreboque, do sexto eixo da carreta, que saia do posto de combustíveis. Os dois ocupantes do veículo morreram.

Ainda de acordo com o registro policial, o condutor da carreta, morador de Corumbá, deixou o local, parando no pátio de uma concessionária, onde ligou para a empresa na qual trabalha, informando sobre o acidente. Além do automóvel e da carreta, um terceiro veículo, Ford F-4000, se envolveu no acidente, passando por cima do motor do carro de passeio que ficou na pista após a colisão. O condutor da caminhonete, de 52 anos, não se feriu e o veículo teve pequenas avarias.

Carro que o casal ocupava ficou destruído (Foto: Paulo Francis)
Carro que o casal ocupava ficou destruído (Foto: Paulo Francis)

Os corpos das vítimas ficaram presos nas ferragens do Honda City e foram retirados por socorristas de CCR MSVia, concessionária que administra a rodovia, que tiveram de usar equipamento chamado desencarcerador para abrir a lataria do carro.

O motorista da carreta foi preso em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e omissão de socorro. Ele vai passar por audiência de custódia na Justiça, para definir se ficará preso ou se poderá responder em liberdade. Na delegacia, o caminhoneiro foi acompanhado pelo advogado da empresa de transportes, onde trabalha.

Carreta envolvida no acidente (Foto: Paulo Francis) 
Carreta envolvida no acidente (Foto: Paulo Francis)

Conforme o delegado Felipe Paiva, plantonista da Depac (Delegacia de Pront Atendimento) Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada), após o acidente o motorista optou por parar o veículo mais à frente, na garagem da concessionária. Na sequência, voltou ao local do acidente, mas como viu que os socorristas já estavam atendendo às vitimas resolveu voltar para o pátio, por medo, segundo relatos do condutor à polícia.

"A obrigação do motorista é ficar no local. Se ele não pode socorrer a vítima, ele tem a obrigação legal de ligar para a autoridade policial. Inclusive, o Código de Trânsito prevê uma dispensa legal de flagrante e de fiança para os motoristas que se envolvem em acidente e ficam no local, justamente para desestimular essa fuga", explicou o delegado.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias