A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2020

10/12/2019 11:35

Motorista de ônibus que matou jovem no trânsito diz que não viu vítima

O autor envolvido no acidente contou que não parou para socorrer o jovem porque viu com medo de sofrer represálias

Viviane Oliveira e Clayton Neves
Jhonatan chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu no posto de saúde (Foto: reprodução/Facebook) Jhonatan chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu no posto de saúde (Foto: reprodução/Facebook)

O motorista de ônibus do transporte coletivo, de 40 anos, envolvido no acidente que matou Jhonatan dos Santos Salina, 22 anos, na madrugada de domingo (8), se apresentou à polícia na tarde de ontem (9) e disse que não viu a vítima e não parou para socorrê-la por medo. O acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Campestre com a Rua Sabrina, no Jardim Centenário, em Campo Grande. 

Conforme a delegada do 5º DP, Gabriela Stainle, o autor foi identificado e o carro (Chevrolet Corsa sedan verde) encontrado na garagem da casa dele. Ontem, ele se apresentou sozinho à polícia no horário do almoço e contou que seguia na Avenida Campestre, quando ao fazer uma conversão à esquerda acabou se envolvendo no acidente. Ele afirmou que não viu o motociclista e durante a manobra apenas sentiu o impacto. 

Afirmou ainda que não prestou socorro ao jovem porque ficou medo, no entanto, depois de 30 minutos voltou ao local e não encontrou mais ninguém. Situação que vai de encontro com a versão das testemunhas afirmando que o socorro realizado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi rápido, em 15 minutos. O motorista mora na região e acredita, pela violência do impacto, que o jovem seguia em alta velocidade.

Em razão da batida, a porta ao lado do passageiro ficou amassada (Foto: divulgação/Polícia Civil) Em razão da batida, a porta ao lado do passageiro ficou amassada (Foto: divulgação/Polícia Civil)

O autor relatou que no dia do acidente havia saído da residência da irmã e seguia para a casa. Ele afirmou durante depoimento que não consumiu bebida alcoólica, pois estava de serviço e assumiu o posto às 5h. O acidente aconteceu por volta das 3h30.

Conforme a delegada, a investigação vai apurar as condições da via, da iluminação  pública para saber se essas questões interferiram no acidente. O motorista vai responder em liberdade por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, com agravante de ter fugido do local sem prestar socorro.

Acidente - Segundo testemunhas que moram na região, a vítima seguia numa motocicleta Titan vermelha na Rua Sabrina, quando foi atingida pelo carro que fez uma conversão fechada. Moradores da região que socorreram Jhonatan contam que após ser atingido ele ainda estava lúcido e até pediu para que um motorista de Uber que estava no local fosse atrás do condutor do carro verde. O rapaz foi atendido por uma unidade do Samu e encaminhado ao CRS Aero Rancho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele deixou um filho de apenas 1 mês. 

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions