A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

29/10/2018 11:34

Motorista que agrediu e pisou na filha de 13 anos vai continuar preso

Suspeito admite ter batido na garota por causa de notas baixas e porque ela “tirou sua autoridade”

Danielle Valentim

Um motorista de aplicativo, de 35 anos, suspeito de lesão corporal dolosa, ameaça e violência doméstica, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva durante audiência de custódia nesta segunda-feira (29). Ele foi preso na última sexta-feira (26) depois de agredir e pisar na filha de 13 anos, por causa de um celular.

A Polícia Militar foi chamada, no último dia 26 de outubro, para atender um caso de violência doméstica. Ao chegar ao local, à equipe se deparou com a tia da adolescente de 13 anos, que relatou as agressões.

Em depoimento, a vítima relatou que por volta das 11h escovava os dentes, quando o pai chegou à casa de sua bisavó pedindo seu celular. Com medo de o genitor quebrar o aparelho, a menina se negou a entregá-lo, mas passou a ser agredida com um cinto.

O suspeito teria isso embora, mas retornou por volta das 17h, para agredi-la novamente. Desta vez, o suspeito teria puxado os cabelos da adolescente e pisado sobre seu corpo. Antes de ir embora da casa, o genitor teria a ameaçado de morte, caso fosse preso. Ainda à polícia, a menina afirmou que sofre agressões desde os 5 anos.

A PM foi até a casa do suspeito, que admitiu ter agredido a filha com cinto, por causa de notas baixas na escola. Ele afirma que pediu o celular, mas a jovem retrucou dizendo que ele não a mandava. Sobre a segunda agressão, o suspeito relatou que voltou para levar a filha à casa da mãe, mas houve uma discussão e ele a agrediu novamente.

O caso foi levado para a Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions