A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/04/2011 11:35

MPE arquiva investigação sobre contrato entre Perkons e prefeitura

Aline dos Santos
Perkons administra lombadas desde 2003 em Campo Grande. (Foto: João Garrigó)Perkons administra lombadas desde 2003 em Campo Grande. (Foto: João Garrigó)

O MPE (Ministério Público Estadual) pediu o arquivamento do inquérito civil que apurava denúncia de superfaturamento no contrato entre a Perkons e a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). A empresa administra lombadas e radares em Campo Grande.

A apuração foi relativa ao contrato que vigorou de 2003 a 2008. Agora, o Procurador de Justiça e Coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça do Patrimônio Público e Social, Antonio Siufi Neto, solicitará informações sobre os contratos firmados a partir de 2008.

Conforme o procurador, a empresa praticava um preço menor do que o estimado. Siufi, em seu parecer, salienta que a Agetran apresentou os valores baseando-se em outras entidades gestoras, não havendo reajustes posteriores. Siufi também pontua que o TCE (Tribunal de Contas do Estado) aprovou o contrato celebrado entre a empresa e a Agetran.

O valor total dos serviços prestados pela Perkons era de R$ 17 milhões para controle eletrônico de velocidade, por meio de radares e lombadas eletrônicas instaladas nas ruas da Capital.

De acordo com o MPE, os contratos estavam dentro dos padrões médios, conforme o estipulado pela Agetran, e o valor acordado estava 3,87% menor que ao estimado pela Administração Municipal.

Segundo Antonio Siufi, mesmo com a promoção de arquivamento, o MPE vai analisar o contrato celebrado a partir de 2008 até o corrente ano. “Após a divulgação de reportagens na imprensa nacional sobre possíveis irregularidades em outros estados, o MPE reitera que vai continuar na fiscalização dos contratos celebrados com a empresa Perkons, visando à proteção da ordem pública e transparência na gestão de recursos.”

Em 2003, a administração das lombadas eletrônicas de Campo Grande passou do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) para a Perkons, que venceu licitação.

Na ocasião, o contrato era válido por quatro anos, com valor de R$ 17 milhões. Desde então, o contrato foi sistematicamente prorrogado até ano passado. Em dezembro de 2010, a Perkons venceu nova licitação.

Perkons é única classificada em licitação para lombadas
Atual responsável pelas lombadas e radares em Campo Grande, a Perkons S/A foi a única classificada na licitação para escolher a empresa que administr...
Prefeitura prorroga contrato emergencial para lombadas
A prefeitura de Campo Grande prorrogou o contrato emergencial com a Perkons S/A para que a empresa administre as lombadas e radares da cidade. O novo...


Há 2 anos e meio aqui na capitania hereditária do Espirito Santo travo uma batalha para tentar mostrar todas as consequencias da tao propalada industria da multa em todo o Brasil em 2009 conseguir fustigar os orgaos envolvidos e o governo todo poderoso anterior Paulo Hartung do PMDB abrindo naturalmente uma jurisprudencia na epoca era conveniente para a imprensa chapa branca apoiar mas agora depois da reportagem do fantastico a mesma imprensa cerceia a minha luta nao interessa aos politicos assim como o ministerio publico que nesta provincia aqui nada mais é que um orgao do governo minha luta atraves da associaçao que eu criei que é unica no pais com todas as dificuldades que possam imaginar e a minha luta vai muito mais alem disto tudo pois projeto discutir ipva licenciamento a omissao do cidadao e imensa voces podem imaginar pois faz parte da nossa cultura tupiniquim sem alusao é claro aos nossos habitantes mais originais que os portugueses dizimaram na epoca de Santa cruz pois entao companheiros peço um socorro cidadao para voces ai do querido estado do MS entrem em contato comigo no e-mail amaurydzacaron@yahoo.com.br ou no telefone 2799962758 e vamos iniciar um plano estrategico de uma cruzada nacional pela cidadania isto é possivel sim e como outrossim quero informar que o Espirito Santo é um estado vergonhoso provinciano mesquinho etc...mas tem muita gente boa aqui infelizmente eles nao sabem onde se orientar contra a casta dominante e atraves destas incursoes e que por tabela quero atingí-los por favor brasileiros daí entrem em contato comigo o mais rapido possível um grande abraço acabei esquecendo de finalizar anteriormente que o governo teve que anular lá em 2009 80000 multas é porque detesto computador me dá tedio
 
AMAURY DELVAUX ZACARON em 11/04/2011 02:41:17
Essa é pra morrer de rir ou de chorar.... Só no MS pr acontecer a Perkons, nao manioula licitações e contratos e o MPE ainda avaliza. que vergonha nossa justiça!! Pobre população...
 
nestor nogueira em 06/04/2011 12:34:56
Rir ou chorar porque? Ficou provado que estes contratos não foram fraudulentos. As pessoas parecem que torcem para que todo político seja desonesto. Minha pergunta é: porque votam neles então? Não precisa desrespeitar a entidade que é o Ministério Público e nem sugerir ações corruptas na prefeitura. Se fosse assim, a cidade já teria falido há anos e anos atras. Campo Grande, ao contrário do que a oposição quer divulgar, é um lugar excvelente de se viver em comparação a cidades de mesmo porte. Isso é inegável.
 
Ângelo Romero em 06/04/2011 02:58:04
Hoje é primeiro de abril? ops, não!!
Hoje já é 6 de Abril. Então, não é brincadeira?
Não é para rir. É pra morrer de chorar...
 
Osmar Torres em 06/04/2011 02:17:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions