ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Mulher com bebê é baleada em briga de trânsito

Socorrista do Samu estava em carro com a família, quando foi baleada; ela está internada na Santa Casa

Por Dayene Paz | 10/06/2024 07:20
Trecho da Rua da Península, onde foi recolhida cápsula deflagrada (Foto: Marcos Maluf)
Trecho da Rua da Península, onde foi recolhida cápsula deflagrada (Foto: Marcos Maluf)

Desentendimento com homens que praticavam racha no Jardim Tarumã, em Campo Grande, terminou com uma técnica de enfermagem do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) baleada, na noite deste domingo (9). A mulher estava dentro do veículo do filho, sem envolvimento com o racha, e foi socorrida em estado grave.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima, condutor de um Renault Sandero, contou que estava acompanhado da família - a mãe, que é a socorrista do Samu, a esposa dele e os quatro filhos pequenos. Ele seguia pela Avenida Marinha e no cruzamento com a Rua da Península, percebeu que dois veículos praticavam racha, sendo um Audi vermelho e um Asta de cor escura.

Para evitar um acidente, o motorista do Sandero desviou dos dois veículos e quando chegou próximo à Avenida Gunter Hans, parou para esperar a passagem pelo cruzamento. Neste momento, o Audi colidiu na traseira do Sandero e, na sequência, ocupantes dos dois veículos que faziam racha, desembarcaram e foram até o carro da família.

O motorista do Astra desferiu um tapa no peito do condutor do Sandero, o chamando de "folgado". Já o homem que dirigia o Audi sacou de uma pistola e apontou em direção à vítima, que se assustou e tentou se esquivar, momento em que o suspeito disparou.

O tiro atingiu o braço da mãe dele, que estava no banco de trás do Sandero com o neto de 5 meses no colo. A bala transfixou para o abdome. O filho, em desespero, procurou a unidade de saúde do bairro e a mãe foi socorrida em estado grave. Ela precisou ser transferida para a Santa Casa. Mais ninguém ficou ferido.

Os suspeitos fugiram e a polícia foi comunicada.

Velhos conhecidos - Após tomar conhecimento sobre quais eram os veículos envolvidos no racha e no disparo contra a socorrista do Samu, a Polícia Militar constatou que os carros tinham as mesmas características dos que estão envolvidos em situações criminais em datas anteriores, inclusive ocorrências de violência doméstica e arma de fogo.

Como era de conhecimento que ambos veículos já foram vistos no Bairro Bela Laguna, a PM passou a fazer diligência pela região, quando abordou um carro. Uma mulher foi questionada e afirmou que estava no Astra no momento do tiro, revelando o endereço do atirador. Contudo, não revelou o paradeiro do Astra.

Os militares foram até o endereço informado e entraram em contato com a família do suspeito, identificado como Rafael Conceição dos Santos. A família disse que Rafael se apresentará à polícia. O veículo Audi e a pistola não foram localizados.

O delegado de plantão e peritos foram até a Rua da Península, onde recolheram a cápsula deflagrada de calibre 9 milímetros em cima do banco do motorista do Sandero. Também foram vistas manchas de sangue no banco traseiro. Ninguém foi preso até o momento.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias