A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

04/02/2014 12:30

Mulher degola marido após ele forçar relação sexual e a agredir com mordidas

Graziela Rezende

Após confessar o assassinato do marido com quem foi casada por oito anos, Gissele Ribeiro Marco, 35 anos, foi indiciada pelo homicídio. Em depoimento, a mulher disse que por anos sofreu “agressões e humilhações” dentro de casa, inclusive na frente dos filhos dela, algo que motivou o crime.

Segundo a Polícia, na madrugada de domingo (2), o indígena José Cláudio Bispo Nogueira foi passar o final de semana em casa. Ele trabalhava como peão em uma fazenda, mas residia na rua Pascoal Bruno, bairro Carandá, em Miranda, a 201 quilômetros da Capital.

Assim que chegou, a auxiliar de serviços gerais foi mostrar a ele um vídeo de piadas que estava em seu celular. José não gostou do fato, dizendo que ela recebeu de “outro homem” e a agrediu verbalmente. O peão então saiu para comprar cervejas e, quando retornou, a obrigou a ter relação sexual.

Como a mulher se negou, José teria mordido o seu pescoço a suas costas. Em seguida, ele deitou no quarto e Gissele aproveitou a oportunidade para enforcá-lo com uma camisa. Em depoimento, ela ainda disse que “sentiu o coração dele bater e por isso pegou uma faca e o degolou”, comenta a mulher.

Após o assassinato, a autora pegou o filho de nove anos e fugiu para a casa dos pais. Em seguida, ela viajou para a casa da irmã que reside em uma propriedade rural. A mãe ligou no local comentando que a Polícia já sabia do fato e por isso Gissele se apresentou.

Ela foi indiciada pelo homicídio e comentou que possui filhos de outro casamento e que vivia com o autor há oito anos, sendo que nunca registrou ocorrências contra ele por medo, já que era constantemente agredida e ameaçada.

Homem tem picape roubada em conveniência no Bairro Universitário
Homem de 27 anos teve a picape roubada em uma conveniência, por volta das 23h de ontem (14), na Avenida Guaicurus, no Bairro Universitário, região su...
Homem é agredido e sofre afundamento de crânio na Júlio de Castilho
Márcio Ferreira dos Santos, 31 anos, foi agredido e sofreu afundamento de crânio, na noite de ontem (13), na Avenida Júlio de Castilhos, em Campo Gra...


haha palhaçada , ela diz ter sofrido agressões mas nunca fez BO , ai mata o cara do nada enforcado e ranca a cabeça dele , e tem gente ainda que acha que esta certa ...
 
Rafael Paz em 06/02/2014 09:19:23
Verdade Valdir , ta com cara que ela tinha outro e fez isso porque ele descobriu .
 
Rafael Paz em 06/02/2014 09:17:09
Homicídio? Que delegado é esse? A mulher se defendeu, foi espancada e sofreu tentativa de estrupo! Quer dizer que se um criminoso adentrar minha residência terei de fazer as vontades do mesmo porque a justiça só serve para protege-los? Autodefesa não é crime! Que país é esse, "brasil" governado por criminosos que beneficia os criminosos! Esse delegado deveria é ter vergonha na cara , refazer o B.O. e se desculpar publicamente com a vítima(a mulher).
 
Alexandre de Souza em 04/02/2014 16:49:58
JA Q A LEI MARIA DA PENHA NAO RESOLVE,,, EU TAMBEM FARIA O MESMO ELA FEZ CERTINHO
 
shirlley dos santos em 04/02/2014 13:47:18
Alguma coisa estava errada no relacionamento do casal.
Se o cara passava dias fora de casa, é justo que voltando teria interesse em manter relações sexuais com a esposa.
Ela não estava obrigada a fazer sexo, mas por uma questão de bom senso, e sendo esposa deveria ceder.
Juntando o video de piadas, mais a negativa do sexo, até parece crime pre-meditado.
 
VALDIR VILLA NOVA em 04/02/2014 13:31:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions