A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Abril de 2019

21/11/2018 09:34

Mulher diz que agiu só na morte de ex-superintendente, mas não convence

Fernanda Aparecida Siqueira foi presa ontem (21) em Jardim e transferida a Campo Grande

Viviane Oliveira
Local onde o corpo do ex-superintendente foi desovado (Foto: Paulo Francis) Local onde o corpo do ex-superintendente foi desovado (Foto: Paulo Francis)

A mulher presa por suspeita de matar o ex-superintendente de gestão de informação da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) do ex-governador André Puccinelli, Daniel Nantes Abuchaim, diz que agiu sozinha no crime. Identificada como Fernanda Aparecida Da Silva Sylvério, 28 anos, ela foi presa ontem à noite em Campo Grande. A polícia apura a participação de outros envolvidos.

Conforme apurado pelo Campo Grande News, a mulher alega que o ex-superintendente devia dinheiro para ela. A Polícia Civil, porém, não acredita na versão de que ela tenha agido sozinha, pois a vítima pesava em torno de 110 quilos e a avaliação é de que Fernanda não conseguiria arrastar o corpo sem ajuda.

O crime aconteceu num motel da região do Jardim Noroeste, cerca de 7 quilômetros do local onde o corpo foi desovado às margens de uma estrada vicinal, que leva à Avenida Desembargador Leão Neto, no Parque dos Poderes.

Daniel foi visto pela última vez entrando com uma mulher num motel do Bairro Jardim Noroeste - região leste de Campo Grande. Horas depois a suspeita deixou o lugar sozinha. Mais informações sobre o crime serão divulgadas logo mais pelo delegado Geraldo Marim, responsável pelo caso, em coletiva de imprensa.

A vítima foi encontrada nua enrolada com uma toalha na estrada vicinal. A principal suspeita é de que o ex-superintendente foi assassinado com uma paulada na cabeça e a facadas. Os golpes atingiram tórax, orelha, ombro direito, boca e pescoço.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions