A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/12/2010 12:05

Mulheres assassinadas e degoladas se conheceram na cadeia

Aline Queiroz e Ângela Kempfer

PCC

Polícia em frente de casa onde corpos forma encontrados.Polícia em frente de casa onde corpos forma encontrados.

Presas por tráfico, Cláudia de Araújo Mugnaine, 33 anos, e Regina Bueno França, 40 anos, se conheceram no presídio feminino Irmã Irma Zorzi, em Campo Grande, onde dividiam cela.

O crime, descoberto ontem à tarde, quando os corpos foram encontrados na casa de Cláudia, no Jardim Tijuca, ainda é mistério para a Polícia, que não detalha se tem ligação com o tráfico de drogas.

Segundo a reportagem do Campo Grande News apurou, Regina teria, inclusive, envolvimento com o PCC (Primeiro Comando da Capital) e também seria informante da Polícia.

Na Rua Maurício de Nassau, onde os corpos foram encontrados ontem à tarde, os moradores estão assustados e não comentam o caso.

Uma mulher de 35 anos, que pediu para não ser identificada, conta que na manhã de ontem o veículo Pálio de cor verde pertencente a Regina estava na frente da casa com os vidros abertos.

A Polícia foi ao local e removeu o veículo, por volta de 11 horas.

Segundo um amigo de Cláudia, que não quis se identificar, depois que o carro de Regina foi removido pelo guincho da PM (Polícia Militar), o pai de santo que prestou depoimento hoje cedo sobre o caso voltou à casa e chamou por Cláudia.

Neste horário, provavelmente as duas já estavam mortas. Peritos que foram ao local apontaram que elas devem ter morrido por volta de 5 horas de ontem.

O amigo de Cláudia também afirma que o pai de santo foi à casa dela, onde conversaram na noite de terça-feira.

O nome do preservado pela Polícia e, segundo a filha, teve o telefone celular apreendido pela Polícia Civil.

Extra-conjugal-Cláudia, segundo foi apurado, mantinha um relacionamento com um homem casado, que reside no interior de São Paulo.

Ele também prestou depoimento ontem, já que estava em Campo Grande, segundo o delegado responsável pelas investigações, Daniel Rodrigues da Silva.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions