A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/02/2013 14:19

Na Júlio de Castilhos, trecho sem revitalização é alvo de queixas

Helton Verão
Cavaletes sinalizam a esquina, alguns já foram derrubados (Foto: Luciano Muta)Cavaletes sinalizam a esquina, alguns já foram derrubados (Foto: Luciano Muta)

A avenida Júlio de Castilhos está passando por revitalização desde 2012, que já chegou a mais da metade do planejado. Mas algumas regiões onde ainda não aconteceu a reforma enfrentam problemas para o tráfego de pessoas e veículos.

É o caso da esquina com a rua Três Lagoas. Segundo moradores e comerciantes da região, desde o início de dezembro a estrutura metálica que protegia uma vala para passagem da água da chuva foi retirada e em seu lugar foram colocados cavaletes e materiais para bloquear o trânsito.

“Desde dezembro tiraram a proteção da onde passa a água e colocaram os cavaletes e aquelas fitas. Só que como podemos ver alguns cavaletes caíram para dentro do buraco, o meio fio já não existe e já não se sabe onde é calçada e onde é rua”, conta o cabeleireiro Haroldo dos Santos, de 33 anos.

 

 

Cabeleireiro conta que deficiente quase caiu no buraco (Foto: Luciano Muta)Cabeleireiro conta que deficiente quase caiu no buraco (Foto: Luciano Muta)

Há 15 anos trabalhando nesta esquina, ele diz nunca ter visto ela em situação tão ruim assim. “Na semana passada, um rapaz cego foi atravessar a rua e foi em direção aos cavaletes e ao buraco. Um cliente que viu a cena acontecer evitou que o pior acontecesse”, explica o cabeleireiro.

Outra comerciante que trabalha próximo ao local reclamama. “Estamos esquecidos. Pouco depois da eleição tiraram a grade dali e não voltaram mais. As águas das chuvas estão se encontrando aqui e alagando toda esquina”, reclama Elisabeth Ramos, de 37 anos.

Buracos e falta de iluminação–No trecho próximo ao terminal Júlio de Castilhos, a falta de iluminação pública aliado com os buracos na pista atrapalha a visão dos condutores que trafegam pelo local.

“Buracos difíceis de ver no escuro ou quando chove. Por dia acontecem de três a quatro acidentes com motociclistas. O último dois rapazes com uma moto grande caíram e ficaram bem feridos”, conta a assistente administrativa que trabalha na empresa em frente o trecho.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal, mas nenhuma resposta sobre a situação foi obtida.

 



O Senhor Juvenal não deve saber do que se fala. A obra da Julio foi contratada e parece que até paga pelo prefeito que saiu. Tudo que acontecer de mau feito não é culpa da administração atual. Vamos ler mais e entender antes de fazer crítica apaixonite.
 
luiz alves em 06/02/2013 07:46:30
Afirmo a situação caótica que se encontra a referida Avenida. também moro na região e a utilizo todos os dias. muito buraco, falta de iluminação adequada ao fluxo diário e teriam que ser duas faixas de rolamento igual na avenida Zarhan e o que vemos são vários carros estacionados, onde deveria ser faixa amarela (que não tem), atrapalhando a fluidez do trânsito.
 
Bruno Casanova em 06/02/2013 01:24:58
Quem quizer ir pra Europa que vá, só que não volte nunca mais, 99% dos brasileiros que foram "tentar a vida" nesse "paraiso" voltaram com a mão abanando e alguns chegaram a beijar a pista do aeroporto no Brasil agradecendo por poder voltar ao nosso glorioso BRASILLLLLLLLLL. Problemas existem no mundo inteiro - aqui pelo menos, apesar de todos esses problemas, garanto que todo final de semana a maioria come aquele delicioso churrasquinho em casa ou nos amigos - QUERO VER FAZER ISSO NA "EUROPA"....
 
Eduardo Dutra em 05/02/2013 23:28:57
volto a comentar como de outras vezes TROCRAM SEIS POR MEIA DUZIA, OU MELHOR POR CINCO, na melhor região da julho entre a presid. vargas e tamandare reduziram as pistas ( duas),, ponto de onibus em uma delas e q. agora virou estacionamento, tranca o tráfego, esta dificil transitar ali, desculpe o Prefeito que saiu,
mas ficou ruím, eo q. entrou vai melhorar, vai CONCLUIR ??????
 
pedro vargas em 05/02/2013 21:31:25
Meu amigo juvenal isso não é o Bernal ele ainda não era prefeito em 2012,mas sim o Nelsinho que começou e não terminou agora o Bernal arrecem está chegando nem um mês tem que ele está ai até colocar essa bagunça e mais um monte que o querido nelsinho deixou nem se o Bernal fosse mágico não conseguiria.
 
rosa amelia moraes de abreu em 05/02/2013 21:01:07
Essa é a herança que o antigo prefeito nos deixou o querido nelsinho, lá na beira dos córregos estão todos asfaltados até em chacaras os gados que estão lá agradecem o belo asfato que ele fez.
 
rosa amélia moraes de abreu em 05/02/2013 20:55:56
Há duas semanas eu sofri um acidente de moto nesse trecho, estava escuro e tinha um pedaço de uma guia de calçada no meio da pista...isso é uma falta de respeito, pois fiquei com o prejuízo físico e material, graças a Deus não foi pior...quero ver até quando essa falta de estruturação vai continuar, pois a cobrança de impostos não para...jamais!!
 
Danielly Oliveira em 05/02/2013 20:18:00
E o Bernal???
 
Juvenal de Sousa Neto em 05/02/2013 16:11:03
Abel, acho melhor vc vender o seu carro e se mudar para a Europa, porque aqui no Brasil o processo vai se arrastar por longos anos até que vc tenha uma decisão favorável...
 
Oséias Araújo em 05/02/2013 15:51:34
Moro no Residencial Ana Maria do Couto, atrás da Associação da Polícia Federal, e trafego todos os dias pela Júlio de Castilho. Não tenham a menor dúvida de que quando houver algum problema com a suspensão do meu carro ingressarei com ação de perdas e danos materiais contra a Prefeitura de Campo Grande. Na Europa esse tipo de instrumento é muito usual e os tribunais dão ganho de causa aos cidadãos. Podem esperar...
 
Abel Todeschinni Badan em 05/02/2013 14:38:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions