A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/11/2013 09:25

Nelsinho critica ausência da Guarda no policiamento de fim de ano

Edivaldo Bitencourt e Aline dos Santos
Durante solenidade na Praça do Rádio, secretário fez críticas a ausência da Guarda Municipal (Foto: João Garrigó)Durante solenidade na Praça do Rádio, secretário fez críticas a ausência da Guarda Municipal (Foto: João Garrigó)

O ex-prefeito e secretário estadual de Articulação com os Municípios, Nelson Trad Filho (PMDB), não citou o nome do prefeito Alcides Bernal (PP), mas fez duras críticas à administração municipal. Ele criticou a ausência da Guarda Municipal no esquema de segurança de fim de ano da Polícia Militar, que começou, oficialmente, hoje, em Campo Grande.

Durante a solenidade de início do esquema especial, na manhã de hoje (30) na Praça do Rádio, o secretário, que representou o governador André Puccinelli (PMDB), afirmou que é um “absurdo não ter nenhum representante da prefeitura em um evento importante”.

Trad Filho disse que a operação de segurança sempre contou com a participação da Guarda Municipal. No entanto, neste ano, os mil guardas municipais não reforçaram o esquema da PM, que deverá colocar 300 militares.

Nelsinho Trad também lembrou do projeto de instalação de câmeras de segurança na região central, que estava com aproximadamente R$ 1 milhão liberado pelo Ministério da Justiça, mas ainda não saiu do papel. E a Capital pode perder os recursos porque ainda não concluiu a licitação.

No entanto, o comandante de policiamento metropolitano, coronel Evaldo Mazuy, acredita que a Guarda Municipal ainda deve aderir ao programa especial. Ele espera contar com os guardas municipais no reforço da segurança nos terminais de ônibus.

A Polícia Civil também vai reforçar o policiamento de fim de ano, segundo o coronel. Ele explicou que a PM vai priorizar os pontos de ônibus e vai abordar as pessoas nas ruas com o objetivo de apreender armas de fogo.



Mey Moura o problema é que tem pessoas que nem sabe para que serve a CF/88 imagina respeita-la. É o brasileiro que é omisso e aceita tudo enquanto ficarmos nesta omissão a CONSTITUIÇÃO só vai servir para estudar para prova de direito constitucional. Outro problema é que deste o preambulo dela o povo tem o poder mas são omisso. Imagina só em uma Câmara municipal onde tem vereadores com ensino fundamental, ensino médio e alguns com graduação superior se conta ainda sobra em uma capital o que podemos esperar!!!!! Só Absurdo!!!!
 
JOAO HERRERA em 01/12/2013 01:58:05
é ex-prefeito ! definitivamente o Sr. não esta preparado para ser governador, fica a dica, ler o artigo 144 da Carta Magna.
 
adilson abdo em 30/11/2013 21:13:13
Não descordando do Sr Mey Moura a Guarda Municipal de acordo com a CF em seu art 144 $8º diz que a guarda municipal pod ser criada para proteger bens, instalações e o patrimônio publico CONFORME DISPUSER A LEI. Nesse caso a lei organica 4.520/09 em seu art 81 regulamenta que a GM devera auxiliar na preservação da ordem publica na proteção do patrimonio publico e da vida. com isso a Guarda Municipal deve atuar com mais efetividade na segurança publica, lembrando tambem que o maior patrimonio publico do municipio são as pessoas.
 
Luiz Carlos em 30/11/2013 15:46:22
Com a violência em ascensão, colocar a Guarda Municipal desarmada e com uniforme nas mesmas cores da PM, seria coerente? Na hora do revide, o bandido não vai querer saber se ele pode ou não atirar, é fogo certo e queria saber quem iria se responsabilizar por mais um pai de família morto, para atender as sandices políticas de quem deveria fazer e não faz.
 
Valter Oliveira em 30/11/2013 15:22:28
Guarda Municipal não é pra fazer policiamento, a constituição é clara, é para guardar, proteção do patrimônio público.
 
Mey Moura em 30/11/2013 09:53:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions