A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/11/2012 16:37

Nelsinho visita Hospital do Trauma e prevê abertura em junho de 2013

Gabriel Neris e Luciana Brazil
Nelsinho conversa com secretário de saúde, Leandro Mazina, no Hospital do Trauma (Foto: Luciana Brazil)Nelsinho conversa com secretário de saúde, Leandro Mazina, no Hospital do Trauma (Foto: Luciana Brazil)

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), vistoriou as obras do Hospital do Trauma na tarde desta terça-feira (27).  A expectativa anunciada é que o Hospital do Trauma esteja funcionando no mês de junho do ano que vem.

Segundo Nelsinho, a visita foi para o Conselho Municipal de Saúde conhecer a infraestrutura, entender o que será o hospital e o que representará para a população.

De acordo com Ricardo Albaneze, dono da construtora Coleto Engenharia, até o mês de dezembro a prédio terá 80% das obras concluídas. Faltam ainda o acabamento, a subestação de energia elétrica e a instalação dos elevadores, que já passaram por licitação, mas só devem chegar daqui a três ou quatro meses.

Atualmente, são aguardados R$ 2,5 milhões do Ministério da Saúde que serão depositados para conclusão da obra. Ao todo, R$ 1,5 milhão, também parte do convênio com o Ministério da Saúde, ainda estão em caixa. .

Também está previsto o investimento de R$ 7,5 do Ministério da Saúde para os equipamentos hospitalares. Para manter o Hospital do Trauma serão necessários R$ 10 milhões por mês, acrescidos ao teto da Santa Casa.

Conforme o diretor de planejamento da Santa Casa, Salim Cheade, são realizadas entre 1.200 e 1.400 cirurgias por mês. “A demanda de cirurgias ortopédicas é muito grande”, diz Cheade, acreditando que com o Hospital do Trauma a Santa Casa terá mais agilidade nos atendimentos. Todas as cirurgias de traumas serão deslocadas para novo hospital.

O Hospital do Trauma contará com 130 leitos de enfermaria, dois de isolamento, 10 vagas de CTI (Centro de Tratamento Intensivo) e dois centros cirúrgicos, um deles com cinco salas e o outro com duas salas. Segundo o Cheade, o primeiro atendimento ocorrerá no Pronto Socorro da Santa Casa e, posteriormente, se necessário, o paciente será encaminhado ao Hospital do Trauma.

Uma passarela será construída para fazer a ligação entre o Hospital do Trauma e a Santa Casa. A previsão é que a passarela fique pronta até o dia 27 de dezembro.

“A Santa Casa é consumida pelas cirurgias de urgência e emergência. A obra será concluída em 4.900 metros quadrados em três pavimentos”, acrescentou Cheade.

Nelsinho afirma que a passarela que ligará a Santa Casa ao Hospital do Trauma ficará pronta no dia 27 de dezembro. Serão 18 metros de passarela, fundamental para o deslocamento de pacientes e que também servirá para outras logísticas, como lavanderia e comida.

O diretor de planejamento da Santa Casa lembrou que o projeto teve início há 10 anos para ser maternidade. Em 2004, houve percepção de que o número de partos caiu e a direção optou em ampliar o hospital. Porém, o Ministério da Saúde ordenou que as obras fossem paralisadas com o argumento de que “este não era o combinado”.

O projeto foi alterado em 2008, em Brasília (DF). No dia 28 de junho de 2010, as obras recomeçaram. A expectativa é que o Hospital do Trauma esteja funcionando no mês de junho do ano que vem.

Nelsinho disse que a obra era complexa e lembrou que o projeto inicial era de que tivesse no local uma maternidade. “O projeto teve que se adaptar a realidade da cidade”, comentou.

O prefeito afirmou que o hospital será um centro de excelência para traumas e local de residência médica. “Todas as cirurgias de ortopedia serão feitas aqui”, acrescentou. Trad também comentou que será possível manter o Hospital do Trauma se quem administrá-lo souber angariar os recursos necessários.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions