ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 11º

Capital

Nova frente fria e velhos hábitos: a compra de última hora movimenta o comércio

Para os comerciantes o momento também é bom, com vendas aumentando com a virada do tempo

Por Lucia Morel e Bruna Marques | 11/06/2022 11:39
Muitos clientes à procura de agasalhos no Camelódromo neste sábado. (Foto: Paulo Francis)
Muitos clientes à procura de agasalhos no Camelódromo neste sábado. (Foto: Paulo Francis)

Mais um frio pega o campo-grandense despreparado e comprando casacos de última hora. No Camelódromo, muitas pessoas buscavam agasalhos, como a dona de casa Nelke Sandra Freire da Silva, 36 anos, que mora no bairro Danúbio Azul. “Deixamos pro último tempo, né?”, comentou ao lado do marido.

O casal levou um casaco para cada um e uma touca. “Ficamos sabendo que ia vir esse frio e como chegou arrasador, viemos comprar casacos. Para quem não gosta de frio é um problema, mas estávamos com poucas roupas e viemos comprar, porque tem coisas boas e preço em conta”, disse Nelke, falando que gastou cerca de R$ 300,00.

De Terenos, Hudson Cezar da Silva, 45 anos e a esposa vieram pra uma festa e aproveitaram para atualizar o guarda-roupas. “Não estávamos esperando esse frio e agora temos que nos preparar”, comentou.

Para os comerciantes o momento também é bom. Maria Melo, 60 anos, está no Camelódromo há 20  e diz que com esse frio as vendas começaram a melhorar. “Acho que vou vender muito. De manhã já fiz boas vendas e geralmente à tarde aumenta o movimento”, relata.

Maria Clécia, 41, atua no local há 10 anos e diz que a com a virada do tempo passou a vender mais. “Hoje já vendi bem e está até difícil conseguir mercadoria. Tivemos que renovar e dobrar o estoque de frio", comemora. "O objetivo é vender mais”, concluiu.

Nos siga no Google Notícias