A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/03/2013 13:07

Nove dias após posse, Bernal eleva contratos com empreiteiras em 25%

Edivaldo Bitencourt

Nove dias após tomar posse, o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), promoveu reajuste de 25% nos contratos com duas empreiteiras. Os dois termos aditivos somam R$ 2,5 milhões, conforme os extratos publicados hoje no Diogrande (Diário Oficial).

Os reajustes de 25%, quatro vezes acima da inflação oficial de 6,15% acumulada nos últimos 12 meses, ocorreram no dia 9 de janeiro deste ano. No entanto, a publicação só aconteceu na edição de hoje, dois meses e 16 dias depois.

A primeira contemplada com o aumento foi a Empresa Gradual Engenharia Consultoria. Com o reajuste, o contrato tem acréscimo de R$ 1,2 milhão, passando de R$ 4,959 milhões para R$ 6,199 milhões.

O aditivo é assinado pelo secretário municipal de Infraestrutura, Semy Ferraz, e pelo representante da construtora, Caio Vinicius Trindade. O contrato 57 nem completou um ano ainda, já que foi assinado em 5 de março de 2012.

O segundo termo aditivo foi entre a Prefeitura e Selco Engenharia, também de 25% (24,8%, para ser mais exato), com aumento de R$ 1,337 milhão, de R$ 5,348 milhões para R$ 6,685 milhões. Pela companhia, Uilson Domingos Simioli assinou o acordo.

Os dois contratos foram firmados em março do ano passado, mas a data da assinatura é de janeiro deste ano. Ou seja, o reajuste acima da inflação ocorreu com dois meses de antecedência e nove dias após a posse de Bernal.

Semy prefere aditivo de 25% a empreiteiras do que novas licitações
O secretário municipal de Infraestrutura, Semy Ferraz explicou que o reajuste de 25% nos contratos de duas empreiteiras, publicado hoje, nos extratos...
Confundido com ladrão, homem causa acidente e acaba agredido
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...


na ultima terça vi o pessoal jogando pixe na rua tamandaré, joga pó de asfalto e passa o rolo rapidim, ai vem a chuva os bucaros se abrem rapidim d novo, e vai mais dindim do povo!! docê ilusão! tambem vi isso no maranhão!!!
 
daniela dias em 26/03/2013 02:52:41
Complementando a informação do meu comentário anterior, a expressão-chave nesses contratos é "em decorrência do acréscimo de quantitativos". Os valores expressos nos contratos originais e aumentados (às vezes diminuídos) nos contratos aditivos, são limites para os pagamentos. Os pagamentos não podem exceder esses limites. Se o prazo vence e a soma dos pagamentos não chegou ao limite, é assinado novo contrato reduzindo o limite anterior e falando em "decréscimo de quantitativos". Se o contrato vence e não foram feitos todos os serviços na área, o prazo é extendido e o valor-limite também. Claro: serviços adicionais, pagamentos adicionais, pelo mesmíssimo valor unitário. Sem briga com a inflação do período e sem exigência de que a empreiteira trabalhe de graça.
 
Valdir Dala em 25/03/2013 19:11:42
Então é só olhar o Diário Oficial de hoje que se vê a nomeação de duas pessoas com sobrenome Bernal....... TODOS IGUAIS!!!!!!! Só mudam as promessas.
 
Giovana Moraes em 25/03/2013 16:14:48
Realmente em 3 meses dá pra fazer muita coisa...e ainda tem gente que acha isso normal...não é Thiago Marques....?? Francamente...
 
JOELSON SANTOS em 25/03/2013 15:37:32
Falou, falou da máfia dos tapa-buracos agora dá um aditivo generoso pras empreiteiras, e olha que tem muito buraco na cidade e só ver os acidentes provocados pela má conservação das vias.
 
Juarez Goncalves em 25/03/2013 15:30:52
Desde que o asfalto fique melhor que o da antiga prefeitura, não será problemas. Talvez não nesse caso não precise gastar o triplo com tapa buracos posteriormente.
 
Thiago Marques em 25/03/2013 14:19:17
Deve ser as empresas que o nosso "amado" prefeito contratou para reformar o modesto apartamento dele...
 
anderson santos em 25/03/2013 14:01:12
e depois fala que 3 meses não é tempo suficiente para fazer as coisas! pra isso 3 meses é suficiente!
 
samuel vosni em 25/03/2013 13:19:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions