A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

21/04/2015 10:14

Onda de assaltos na UFMS assusta e Facebook vira arma das vítimas

Filipe Prado
Os assaltos acontecem entre ás 14h e 16h nas saídas da UFMS (Foto: Fernando Antunes)Os assaltos acontecem entre ás 14h e 16h nas saídas da UFMS (Foto: Fernando Antunes)

Uma onda de assaltos está deixando os acadêmicos e moradores da região da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) assustados. Segundos os estudantes, mais de sete roubos aconteceram nas saídas da universidade e todos no período vespertino, entre às 14h e 16h.

As redes sociais têm sido aliadas dos estudantes para divulgar os assaltos ocorridos nas proximidades da universidade. O acadêmico Alexandre Kenji, 20 anos, foi uma das vitimas que usou o Facebook para contar o seu caso.

“Foi por volta das 14h30, em uma empresa de cópias. Um homem chegou a pé e com um facão me ameaçou, pedindo somente o meu celular”, contou o estudante. Ele revelou que o bandido era muito agressivo e aparentemente era usuário de drogas.

Os acadêmicos relataram que a maioria dos roubos tem acontecido nos portões de saída da faculdade, sendo que os autores chegam em uma moto portando uma arma de fogo. “Isso sempre acontece nas saídas, próximo ao Hospital Universitário, do Morenão e viaduto, em horários diversos”, assegurou a estudante Vivian Campos, 19.

 

Onda de assaltos na UFMS assusta e Facebook vira arma  das vítimas

Ela contou que tem tomado algumas atitudes para não ser uma das vítimas, como não andar sozinha e em lugares isolados da faculdade. As mesmas medidas são tomadas pela acadêmica Isabela Ribeiro, 21. “As pessoas estão com medo. Elas estão cobrando mais segurança pela universidade”.

Mas não são somente os acadêmicos da UFMS que sofrem com a onde de roubos. O estudante Gustavo Dehn, 23, frequenta outra universidade, mas ao pegar um ônibus na Avenida Costa e Silva, em frente da UFMS, acabou tendo o celular roubado. “Era por volta das 14h, quando um cara a pé, usando uma faca, levou meu celular”, contou.

A página “Segredos UFMS” tem enchido a timeline dos estudantes com denuncias e alertas anônimos, relatando a onda de assaltos. "Quantos mais serão publicados sobre esse mesmo assunto? (...) solicitamos policiamento nas regiões da UFMS devido ao grande índice de assaltos a mão armada.", descreve uma das postagens.

No dia 15 deste mês os acadêmicos postaram um alerta para os estudantes pedindo para que as vítimas tentem anotar a placa da moto usada nos crimes, assim ajudando na identificação dos autores. “É meio ‘difícil’ na hora do nervoso, mas é importante pra gente tentar acabar com essas ondas de assaltos. Andem espertos!”.

Isabela cobrou mais segurança na universidade (Foto: Fernando Antunes)Isabela cobrou mais segurança na universidade (Foto: Fernando Antunes)
Alexandre foi assaltado e levaram o seu celular (Foto: Marcelo Calazans)Alexandre foi assaltado e levaram o seu celular (Foto: Marcelo Calazans)


Estamos bem de segurança em Campo Grande: assaltos na frente de Universidade, no Parque dos Poderes na frente da Governadoria, etc, etc, etc...e a polícia passiva, sem tomar atitude com relação aos fatos e sem cobrar dos gestores do estado e município providências. Ninguém se move, ninguém esclarece, ninguém se manifesta; só as vitimas.
 
Ivan Pereira em 22/04/2015 06:49:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions