A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

31/12/2010 07:51

Paciente ateia fogo em hospital e sai ferido de incêndio

Aline Queiroz e Danúbia Burema

Quarto do Nosso Lar ficou completamente destruído

Incêndio foi esta madrugada no Hospital Nosso Lar. Foto: Simão NogueiraIncêndio foi esta madrugada no Hospital Nosso Lar. Foto: Simão Nogueira

Incêndio ocorrido esta madrugada destruiu um quarto do Hospital Nosso Lar, localizado na Vila Planalto, em Campo Grande. Paciente que tem aproximadamente 30 anos ateou fogo no local e acabou se ferindo.

As informações são do supervisor administrativo Aikel Gazal. Ele afirma que não sabe como o paciente conseguiu colocar fogo no quarto.

Aikel não dá detalhes do paciente, apenas ressalta que aparentava estar bem e, por este motivo, estaria sem acompanhante.

Os enfermeiros do plantão sentiram cheiro de queimado no setor onde ficam pacientes particulares e de convênio.

Os trabalhadores retiraram cerca de 30 pessoas que estavam no setor e colocaram no pátio.

Os próprios enfermeiros controlaram as chamas e o Corpo de Bombeiros prestou socorro ao paciente.

O supervisor não explica se o estado de saúde do paciente queimado é grave.

Segundo Aikel, haverá sindicância para apurar como o paciente teve acesso a algo que pudesse provocar um incêndio.

“Todo lugar que trata destas situações está sujeito”, afirma Aikel.

No Hospital Regional - Em 3 de abril deste ano um paciente psiquiátrico ateou fogo em um quarto do HR (Hospital Regional).

Ele tentava acender um cigarro e usou fios de energia desencapados, o que provocou o incêndio.

Detento quebra para-brisas ao tentar parar coletivo que o levaria até presídio
Detento do semiaberto, de 25 anos, quebrou o para-brisas de um ônibus que saia do terminal Júlio de Castilhos, na noite desta quinta-feira (21) em Ca...
Técnicos e enfermeiros decidem na próxima quarta, se entram ou não de greve
Assembleia na próxima quarta-feira (27) vai definir se enfermeiros e técnicos de enfermagem da Capital, entram ou não de greve. Os servidores pedem a...
Acusado de tentar matar vítima por dívida é condenado a 6 anos de prisão
Fernando Teixeira, de 32 anos, foi condenado a 6 anos e 8 meses de prisão em regime inicial semiaberto, por ter tentado matar suspeito de tentar mata...


Não imagino como deve ser um hospital que cuida de gente com doença mental, deve ser muito difícil, mas com certeza, como em qualquer hospital, deve faltar muita estrututa para o atendimento, talvez a qualidade de trabalho dos profissionais não seja a adequada, e principalmente para o atendimento ao paciente, até pq nesse caso são pessoas especiais, que precisam de algo totalmente diferente para um atendimento de qualidade. Não sei, é a minha opinião. Que pena que isso aconteceu!
 
João da Silva em 03/01/2011 01:45:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions