A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

02/01/2011 09:53

Paciente tenta agredir enfermeira em posto de saúde

Viviane Oliveira

Jeferson Santos Braga, 21 anos, tentou agredir ontem (01), a enfermeira-chefe no Centro Regional de Saúde do bairro Universitário, em Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrência, Jeferson foi à unidade de saúde para tomar uma medicação, mas por algum desentendimento começou a desacatar os funcionários e tentou bater na enfermeira-chefe.

O guarda municipal de plantão impediu que o paciente agredisse a enfermeira e conseguiu conter o agressor. Jeferson ficou machucado no rosto.

O guarda teve de usar a força para conter o agressor que depois da briga foi medicado.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto-Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Homem de 30 anos é esfaqueado em bairro e fica em estado grave
Bartolomeu Gomes de Araújo Barbosa, 30 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de faca no abdômen, na noite de ontem (13), na Rua Bo...
Após documento vazar, Sesau diz que hemogramas não foram suspensos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que os hemogramas continuam sendo feitos na rede pública de saúde de Campo Grande. A informação inici...


A questão da saúde esta muito complicado,mas nao e com brigas e com desacato que resolvemos as coisas,sera que vocês nao percebem que a culpa nao e dos funcionarios q estao la para atende-los,mas sim do baixo investimento da prefeitura p a saúde,aprenda a votar pessoal !!!que medico que vai querer trabalhar com agressões todo dia e enfermeiros,muitos estao com problemas psicológicos pois nao e facil o trabalho q escolheram,no diario oficial ha convocação de medicos aprovados em concurso quase todo dia em DEZENAS DE EXONERAÇÕES A PEDIDO!!! Eu ja dependi de atendimento de postos de saúde e sei como nao e facil.Ter condição p/ atender 10 e ter 30 esperando por ajuda e a pessoa nao consegue atender e depois ainda e agredido (a),nenhum profissional pode fazer pouco caso de pacientes se isso ocorrer procurem a autoridade competente do local q provavelmente sera um guarda municipal avisem ele sobre o ocorrido que ele vai colocar no relatório,posteriormente vai ser enviado p/ o comando de la vai para a ouvidoria e la sera tomada as medidas cabíveis......Se eu fosse medico e estivesse a frente de uma administração municipal sabendo de tudo isso garanto que a coisa iria andar,em 2011 to saindo fora eu hein vou p hospital particular...
 
marcos faria em 02/01/2011 11:33:03
A primeira coisa que se ve nos postos de saude é um cartazinho dizendo:'desacato ao funcionario publico é crime". Concordo plenamente, mas, e o direito do publico, muitas vezes doente e que o mesmo funcionario não respeita e Que deveria estar nos cartzinhos: "Deixar de prestar assistencia é Omissão", o que tambem é punivel.
Não será o descaso de funcionários(não todos, existem os bons) que desfilam em postos de saude, a causa crescente da violencia que tem crescido assustadoramente?
No meu ponto de vista é nescessário periodicamente reciclar o funcionario publico, mostrando a ele que quem procura o posto de saude, tambem tem direitos, assim, bem tratado, o necessitado com certeza não será agressivo, não sendo preciso que o funcionario, coloque o cartazinho, ameaçando o doente de reclamar seus direitos com medo que possa ser mal interpretado e entendido como um desacato
 
Gilson Gonçalves da Silva em 02/01/2011 11:29:31
O negocio é o siguinto os funcionarios de unidades de saude e hostital abusaõ da lei do desacato e da paciencia dos usuarios. Mtos deles trata os usuario igual a bicho.
 
ELAINE DE ALMEIDA em 02/01/2011 08:32:13
Concordo com o colega Gilson , na necessidade dos funcionarios dos postos de saude de C. G, passarem por uma reciclagem de atendimento ao publico.
Sabemos dos nossos deveres e direitos, por vezes somos tratados com indiferença social,ao procurarmos um atendimento e por que realmente estamos precisando.
ja estamos com um familiar doente, e somos tratados com descaso , ficando impossibilitado de evitar um estresse.
 
Tania Regis em 02/01/2011 05:05:55
Concordo plenamente com o comentário do Sr. Gilson Gonçalves da Silva. Enfermeiros, Médicos quando se formam fazem um JURAMENTO mas parece que com o passar do tempo se esquecem rapidamente de tudo. Outro dia mesmo meu filho precisou de uma consulta no Posto Vila Almeida, chegamos lá eram 17 horas as 17 e 15 tinham aferido a Pressão dele mas prá nossa tristeza as 17 e 30 deixaram de fazer o Atendimento fomos perguntar e nenhum dos Atendentes sabiam nos informar e assim foi até as 18 horas. Dai voltamos a perguntar e nos informaram que só haveria Atendimento as 19 horas por que teríamos que esperar a troca do Plantão, pensei até em questionar com eles mas de que adiantaria eles sempre alegam que tem razão e fica tudo dito pelo não dito.Enfim fui ficando perplexa com a quantidade de pessoas que chegavam e cada uma em estado mais degradante do que a outra, sem serem atendidas, umas deitadas , outras chorando de dor, gestantes em prantos, fiquei super apiedade mas que poderia eu fazer, também estava precisando de ajuda para o meu filho e ainda nao tinhamos sido atendidos. As 19 horas e 10 minutos colocaram 3 médicos para atender mas de uma forma toda errada porque cada um deles ficaram com listas diferentes e divididas e fui vendo pessoas que tinha chegado depois de nós e que não em estado tão ruim serem atendidos quando resolvi me levantar era 19 e 30 minutos para ir até as atendentes saber o por que da forma errada de chamada, o meu filho foi chamado.
O que tenho a dizer sobre tudo isso é que deve haver mais rigor referente aos funcionários, sei que tem pacientes que são abusados mais também sei que tem funcionários que se prevalecem por serem concursados acham que são donos do local digo isso por que sei o que falo.Eles se acham dono do lugar e pensam que as pessoas que estão lá tão fazendo dengo e tudo mais. Porém eles se esquecem que também ficam doentes e que um dia em qualquer lugar eles poderão precisar de médicos e receberem o mesmo tratamento.
Prá haver mehoras sobre todos os Postos tem que se fazer rodígio de todos funcionários uma vez que o sistema é inter-ligado não havendo mistérios nos setores para onde irãoe também para que não fique aquele grupinho viciado entre si. Uma melhor Fiscalização por parte dos Superiores mas sem que o Pessoal dos Postos saibam, irem sem serem avisados, por que assim eles verão como está desenvolvendo o Atendimento. Só assim poderão adquirir um melhor Progresso para os Pacientes e os Atendentes ,independentes de quem sejam (Médicos, Enfermeiros e etc), façam tudo com um pouquinho mais de respeito a si próprio e ao ser humano. Quero agradecer por este espaço que nos deram e que este meu Comentário chegue às Autoridades Pessoas Competentes que possam tomar providências cabíveis.
 
Sonia Lucia de Castro Carvalho em 02/01/2011 04:21:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions