ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUARTA  22    CAMPO GRANDE 34º

Capital

Pai de 21 anos confessa que agrediu bebê porque se incomodou com choro

Por Graziela Rezende | 20/12/2013 13:22

Após “uma manhã inteira” de depoimentos, o jovem de 21 anos, pai do bebê de dois meses que possui fraturas no corpo e está internado em estado grave, confessou o crime nesta sexta-feira (20), na Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente). Ao delegado Paulo Sérgio Laureto, responsável pelas investigações, o suspeito comentou que o “choro do bebê incomodava muito, por isso ele pressionava o peito da criança”.

“Eu a apertava para ela parar de chorar, pressionei e por isso quebrou”, disse ele, se referindo as lesões no peito”, disse. O fato, conforme o seu depoimento, estaria ocorrendo há pelo menos 15 dias e culminou na internação da vítima no CTI (Centro de Terapia Intensiva da Santa Casa).

Desempregado, o homem disse que não é viciado em drogas. No entanto, várias vítimas o apontaram como usuário. Ele, que ainda não teve o nome divulgado, ressaltou que a mãe não sabia das agressões, principalmente porque ocorriam quando ela estava na casa da mãe ou em “bicos” como empregada doméstica.

Diligência - Nesta manhã, os investigadores e a perícia ainda estiveram na casa dos envolvidos, no Jardim Noroeste. Eles não encontraram os móveis desalinhados ou sinal de outras agressões, fato que coincide com o depoimento do jovem, que cometia o crime às escondidas.

Além dele, a mãe, um tio e a avó materna prestam depoimento e o caso pode ser concluído no início da próxima semana.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário