A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/01/2016 17:59

Pai de rapaz envolvido em acidente com ônibus nega fuga e uso de arma

Filipe Prado
O motociclista colidiu com a traseira do ônibus (Foto: Marcos Ermínio)O motociclista colidiu com a traseira do ônibus (Foto: Marcos Ermínio)

O pai do garçom Júlio César Rodrigues Sebastião, 19 anos, que ficou ferido ao colidir com a traseira de um ônibus na manhã de hoje (13), assegurou que o rapaz não estava armado. O administrador Samuel Edward Adegbesan, 34, apontou que a vítima foi cobrar dívida de R$ 1 mil, pela venda de uma motocicleta.

De acordo com o relato de Samuel, Júlio estava na escola, onde cursa o EJA (Ensino de Jovens e Adultos), e foi até a casa de Orlando Gabriel, 38, de quem havia comprado a moto, porém precisou devolvê-la, mas como havia pagado R$ 1,5 mil pelo veículo, foi até o rapaz para reaver o dinheiro.

“Ele já tinha entregue os R$ 500, só faltava R$ 1 mil”, explicou o administrador. Por conta do dívida, eles começaram a discutir e começaram um briga, então Júlio fugiu, pilotando uma motocicleta, e Orlando começou a persegui-lo, em uma caminhonete. “Foi ai que aconteceu o acidente”, apontou Samuel.

O pai de Júlio assegurou que o filho não possui arma e que Orlando inventou a história.

No local, Orlando Gabriel contou que a vítima havia ido à sua casa cobrar uma divida de R$ 1,5 mil. “Ele estava armado e desde cedo me ameaçando”, disse. O rapaz alegou que o garçom estava armado e em uma suposta fuga. No momento do acidente não foi encontrada arma.

O Corpo de Bombeiros socorreu o motociclista, que foi encaminhado para a Santa Casa, internado na ala vermelho em observação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions