ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Pais de bebê morta prestam depoimento e afirmam que socorro demorou para chegar

Por Luana Rodrigues e Flavia Lima | 22/05/2015 11:25
Polícia civil esteve no local da morte e investiga o caso
Polícia civil esteve no local da morte e investiga o caso

A polícia investiga a morte de uma menina de três meses na manhã desta sexta-feira(22), na rua Benito Balsan, região do jardim Caiobá, em Campo Grande. A suspeita é de que a bebê Elisa Lorena de Almeida, que nem havia sido registrada ainda, tenha morrido engasgada ou sufocada. Bombeiros disseram que a menina foi encontrada na cama dos pais, mas o casal disse à polícia que a bebê dormiu em um berço.

Conforme a delegada titular do 6ºDP, Cristiane Grossi, que apura o caso, Helton Magalhães Pereira, de 29 anos, e Yana Feijó de Almeida, 27 anos foram ouvidos e não souberam dizer quando a criança começou a passar mal e entraram em contradição sobre o horário que a menina dormiu. Eles afirmaram apenas, que o Corpo de Bombeiros foi chamado às 6h, mas só chegou por volta das 9h.

O sargento do Corpo de Bombeiros Nunes Nóia, que atendeu a ocorrência, informou que o chamado só chegou à base às 8h40 e a viatura chegou ao local em cerca de 7 minutos.

Sobre ter havido uma festa na casa da família ontem a noite, denúncia de um vizinho que não quis se identificar, a delegada afirmou que ainda irá investiga e ouvir testemunhas, mas que não há indícios, já que a casa da família estava organizada e não havia sinais da festa.

O caso foi registrado como morte a esclarecer.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário