A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/04/2016 10:20

Para acabar com favela, desocupação tem Choque e até viatura do Samu

Viviane Oliveira e Guilherme Henri
Policiais acompanham a reintegração de posse.  (Foto: Marcos Ermínio) Policiais acompanham a reintegração de posse. (Foto: Marcos Ermínio)
Homens com maquinários da Prefeitura também estão no local para desmanchar os barracos. (Foto: Marcos Ermínio) Homens com maquinários da Prefeitura também estão no local para desmanchar os barracos. (Foto: Marcos Ermínio)

Três viaturas do Batalhão de Choque, duas do Corpo de Bombeiros e uma do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), acompanham desde às 9h desta sexta-feira (15), a remoção de cinco homens que ainda estavam na favela conhecida como Cidade de Deus.

De acordo com o comandante do Batalhão de Choque, tenente-coronel Marcos Paulo, por enquanto a reintegração de posse está ocorrendo de forma pacífica. Um oficial de Justiça é que comunica os moradores para deixarem a área. Homens com maquinários da Prefeitura também estão no local para desmanchar os barracos.

A remoção começou no início de março e parte das famílias foi para uma área no Vespasiano Martins, bairro nas redondezas, outro grupo para o loteamento Bom Retiro, região da Vila Nasser, e também teve gente removida para o Dom Antônio Barbosa, outro bairro próximo ao lixão.

Para estas famílias, a Prefeitura iniciou um processo de cessão de área e mutirão para construir casas. Porém, os solteiros da comunidade deve sair e arrumar outro lugar para morar. Desesperado e chorando muito, o gari Jorge do Prado, 29 anos, diz que está de mãos Atadas. “Não posso fazer nada. Meu sentimento é de dor”, lamenta.

Ele afirma que os moveis do barraco serão levados para casa de um amigo e cada noite vai dormir na casa de alguém para não incomodar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions