A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

12/04/2017 12:17

Para atrair investimentos, prefeitura faz 'raio-x' do turismo e da cultura

Expectativa é de que a partir de junho já seja possível obter informações sobre o setor cultural

Yarima Mecchi e Richelieu de Carlo
Secretária de Cultura e Turismo, Nilde Brum. (Foto: Marcos Ermínio)Secretária de Cultura e Turismo, Nilde Brum. (Foto: Marcos Ermínio)

Um levantamento mensal será feito pela Prefeitura de Campo Grande para mapear e definir qual o perfil e época do ano que a cidade mais recebe turistas. O Observatório da Cultura e Turismo foi lançado na manhã desta quarta-feira (12) e terá um núcleo de inteligência para aprimorar e desenvolver o setor.

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), disse que antes os investimentos em turismo e cultura eram feitos com base no 'chutômetro' e com o lavantamento terá mais direcionamento na hora de aplicar o dinheiro público.

"Não haviam dados e tudo era na base do chutômetro. Com os dados podemos investir da melhor forma", destacou.

A secretaria Nilde Brum, responsável pela Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), destacou que as informações levantadas pelo núcleo serão usadas para políticas públicas e para levantar as necessidades dos trabalhadores do setor, além de acadêmicos e pesquisadores.

"É difícil trabalhar sem dados e informações, mas só poderíamos atrais mais empresário e investimentos através de dados confiáveis", destacou.

De acordo com a prefeitura, mensalmente, o observatório lançará um boletim informativo para que se torne um instrumento de pesquisa e base de dados para futuros monitoramentos, pesquisas e outras formulações.

A expectativa é de que a partir de junho já seja possível obter informações sobre o setor cultural, por meio da página do Sistema Municipal de Informações e Indicadores Culturais (SMIIC). No momento o canal está em fase de teste e passa por avaliações.

Turistas - De acordo com o primeiro levantamento feito pela secretaria, com ajuda da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviço e Turismo), das pessoas que passam por Campo Grande 18% é do estado São Paulo, 14% do interior de Mato Grosso do Sul e 10% do Rio de Janeiro.

Os visitantes vem a capital sul-mato-grossense a trabalho, em sua maioria, e tem idade entre 25 e 40 anos. A média de estadia é de três dias.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions