A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

30/12/2010 12:34

Em busca de descanso ou família, viajantes compartilham pressa de chegar

Marcio Breda

Ano Novo

Foto:João GarrigóFoto:João Garrigó
Marcia Regina compra passagem para São Paulo; pressa de chegar. Foto: João GarrigóMarcia Regina compra passagem para São Paulo; pressa de chegar. Foto: João Garrigó

Um aceno por trás de uma parede de vidros hoje substitui o tradicional beijo de despedida que antigamente embalava o até logo de casais. Cibele Cardoso embarca correndo. É a última a entrar no ônibus com destino a Dourados. Beijos pela janela para o namorado. Irá passar o Ano Novo com a família.

No penúltimo dia de 2010, mesmo quem tem viagem marcada apenas para o fim da tarde expressa a angústia de quem corre contra o tempo para aproveitar melhor o primeiro dia de 2011. Pés batendo, olhar no monitor. E o tempo que não passa.

Antonia de Castro, 65 anos, espera o ônibus que a levará para perto da família em Ponta Porã, distante 323 quilômetros de Campo Grande. Sozinha na rodoviária, diz que a espera é pouca, mas o tempo não passa e a pressa não dá trégua.

“Quero estar perto dos meus filhos. E aproveitar para descansar. É difícil eles virem, então terei de ir para não ficar longe deles”, diz Antonia, que não é de muitas palavras.

Marcia Regina acabou de chegar de Jardim – distante 233 quilômetros – com filha e marido, Viagem de quase quatro horas. Desceu correndo para comprar passagem para São Paulo, para onde irá passear e, se der, fazer algumas compras.

“Vamos lá conhecer, ficar na casa de parentes e aproveitar as férias. Faz tempo que não fazemos um programa assim e será bom para a família”, explica, enquanto escolhe o assento para a viagem de 14 horas.

A pressa também apura Antonio Carlos Pedrosa, de 68 anos, que vai reencontrar irmãos em Coxim. “Não vejo a hora. Fiquei quase um ano se ver meus 2 irmãos. Quero começar o ano novo perto deles, no mato”, diz o aposentado, preparando-se para embarcar rumo a terra natal.

São esperados 14 mil embarques durante a semana na Rodoviária de Campo Grande. A Socicam, empresa que administra o terminal Senador Mendes Canale, estima também que o movimento chegue a 52 mil passageiros até o dia 3 de janeiro.

Como todos os anos, serão disponibilizados ônibus extras para os destinos mais procurados: Rio de Janeiro, Florianópolis, São Paulo e Curitiba. Outros veículos podem ser colocados na estrada caso a procura seja ainda maior que a esperada.

Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...
Após furtar obra, ladrão é capturado por moradores e ferido a tiros
Marcio Estacio Duarte Teixeira, de 31 anos, foi socorrido a Santa Casa de Campo Grande após ser atingido por dois tiros na madrugada deste domingo (1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions