A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/12/2010 18:26

Idosa coloca pregos na calçada para evitar a entrada de carros

Viviane Oliveira
A semana passada Lúcia resolveu colocar pregos para evitar de vez à entrada de qualquer tipo de veículo.(Foto: João Garrigó)A semana passada Lúcia resolveu colocar pregos para evitar de vez à entrada de qualquer tipo de veículo.(Foto: João Garrigó)

Na esquina das ruas Júlio Nepomuceno e Adebaron, no bairro Pioneiros, pilastras de cimentos e pregos cobrem a calçada da aposentada Lúcia Rolon da Cruz, 70 anos, ela reclama que alguns motoristas querem fazer a calçada de estacionamento e resolveu apelar.

Segundo a aposentada, até um caminhão já entrou na calçada e o motorista derrubou parte do muro, depois disso Lúcia decidiu colocar ao redor da calçada tocos de cimento para evitar a entrada de qualquer tipo de veículo. Mas mesmo assim não adiantou.

A semana passada dona Lúcia resolveu colocar pregos para evitar de vez à entrada de qualquer tipo de veículo. “Agora não entra nenhum carro aqui”, contou.

“Eu não quero ver carro estacionado na calçada, paguei R$ 1800 para fazer e eles estão estragando”, disse Lúcia.

No total estão distribuídos na calçada 18 pilastras e 30 pregos. “Isso é um ato covarde e criminoso, é fora da lei alguém pode tropeçar e cair”, argumentou o mestre de obras Romilton Tavares, 47 anos.

No restante da calçada, moradora colocou barreiras de concreto.No restante da calçada, moradora colocou barreiras de concreto.

Romilton trabalha a aproximadamente quatro meses em uma obra ao lado da casa de dona Lúcia, ele diz que nunca viu ninguém estacionar o carro na calçada da vizinha. “Eu não vejo nem bicicleta passar ali”, contou o Mestre de obras.

Rosival Alves Oliveira, 47 anos, tem uma empresa na esquina da casa de Lúcia. “Ela é uma das vizinhas mais antigas do bairro, eu evito colocar o meu carro aqui na frente, estaciono na rua de baixo para evitar confusão.

Dona Lúcia disse que hoje de manhã foi procurada por um homem que se identificou como funcionário da prefeitura e pediu para ela retirar as barreiras.

"Mesmo se for multada eu não vou tirar os pregos e nem as pilastras de cimento".



Como proprietária de imóvel e síndica de um condomínio entendo perfeitamente a senhora que tomou a extrema medida de colocar pregos na calçada. Afinal, recebemos intimações da Prefeitura e o exíguo prazo de 20 dias para refazermos nossa calçaca (que, afinal, não estava tão ruim assim) para, no final, gastarmos uma fortuna e sermos vítimas de caminhões e carros que estacionam irregularmente.
 
Luiza Machado em 13/07/2012 01:57:40
PELO MENOS AGORA ELA CHAMOU A ATENÇÃO DE QUEM DEVERIA CUIDAR...DEIXA OS PREGOS...É MELHOR DO QUE CARROS BLOQUEANDO E ESTRAGANDO SUA CALÇADA.
 
LARA ROSSI em 18/03/2012 01:13:48
bom penso assim...a dona Lucia tá coberta de razão...afinal calçada é para pedestre.
e os pedestres e as tão faladas crianças ,que algumas mães reivindicam direitos também os tem.
porém pela imagem se os pais estiverem junto com as crianças até da pra brincarem,na calçada mesmo com pregos..já com caros nas calçadas de campo grande...nem criança,nem adultos estarão seguros pois ao invés de furos de pregos serão atropelados pelo carros .
 
maria de souza cruz em 20/01/2011 12:01:24
Ela está certissima, é causada não estacionamento, sim é perigoso pedestres se machucarem ali, mais foi uma solução por pregos ali.
Pra essas ´pessoas que comentam FALA È FÀCIL, dúvido se fosse a calçada de vocês.
 
Wesley Araújo em 15/12/2010 12:25:12
As pessoas vao ficando velhas e intolerantes, isso e um absurdo! Tem q tirar esses pregos imediatamente, se fosse minha vizinha eu mesma pegava um martelo e virava todos e acionava a policia, pois como muitos disseram, pode machucar gravemente as pessoas!Quanta ignorancia dessa senhora!
 
Brigida Barros em 15/12/2010 12:18:24
Minha senhora, não faça isso, pode machucar uma criança ou outra pessoa idosa, faça melhor, arranque os pregos, pregue cada um em uma tabuinha e quando alguém estacionar na sua calçada a senhora coloque uma tabuinha na frente de um dos pneus e outra atrás, assim o abusado vai pensar duas vezes antes de perturbar o sossego alheio, ou use um dos pregos para murchar todos os pneus do carro do xarope. Se não tiver coragem pra isso compre umas revistinhas de palavras-cruzadas ou vá fazer crochet, porque não adianta esperar pela agetran, isso não aumenta a arrecadação, é só no que eles pensam, ou a senhora acha que as blitzes que estão acontecendo todos os dias são em prol do condutor/contribuinte.
 
Claudio Arantes - CG/Amambai em 15/12/2010 12:08:05
Parabéns D. Lúcia, pela atitude tomada e, principalmente pela coragem de sua parte. Tambem tenho problemas deste tipo. Brasileiro só aprende quando leva prejuízo no bolso.
 
Fernando George em 15/12/2010 11:57:17
CALÇADA EM CAMPO GRANDE, PRINCIPALMENTE NOS BAIRROS É ESTACIONAMENTO, NÃO ADIANTA CHIAR MINHA SENHORA, AGETRAN EXISTE, MAS ELA TEM QUE CUIDAR O ESTACIONAMENTO NO CENTRO., QUER VER VÁ AGORA NO CENTRO ESTÃO BAMBURRANDO 05 (CINCO) 08 (OITO) AGENTES SÓ MULTANDO, E A PERIFERIA VOCE ANDANDO PELO MEIO DA RUA, POIS A CALÇADA É ESTACIONAMENTO VENHA AQUI NA COPHASSUL, MÁS AGETRAN CUIDA DO FLEX PARQUE, DA MAIS DINHEIRO NÃO É SEU RUDEL, E NÃO ADIANTA, SE A SENHORA FACILITAR ELA VAI SER MULTADA, POR ESTRAGAR ESTACIONAMENTO PÚBLICO, AÍ TA DIREITO.
 
lourenco em 15/12/2010 11:46:56
Pode até ser ignorância ou intolerância da aposentada, porém por um lado eu não tiro a sua razão, se as "autoridades" tomassem parte desse tipo de coisa isso não seria necessário, morei no Jd Nhanhá por quase dois anos, na Avenida Das Bandeiras com a Rua dos Peixes tem uma igreja onde toda quarta, sexta e domingo a noite minha esposa e eu tinha-mos que andar pela rua por os pastores e irmãos estacionam seus lindo carros na calçada e não tem fiscalização para isso, enquanto isso a Agetran mantém agentes no centro o dia todo fiscalizando o parquimetro, será que é por que gera receita para o municipio?
Agora vão penalizar só a aposentada que resolveu tomar uma atitude.
Não está na hora do ministério público se manifestar em relação as nossas "autoridades"?
 
Oswaldo Junior em 15/12/2010 11:11:54
A que ponto essa senhora chegou, se deixa os carros estacionarem estraga a calçada aí rapidinho aparece a prefeitura para multa-la, na hora de ''arrecadar '' dinheiro aparece gente até do bueiro, mas na hora de aparecer gente competente para ajuda-la é um sacrificio. Só assim mesmo pra chamar atenção das autoridades, coitada da senhora vai ser crucificada sem saber o que realmente ela passa com sua calçada.
 
Jackline Siqueira em 15/12/2010 10:58:35
QUI ABISSUUUUUUURDO!!!
 
Malina silva em 15/12/2010 10:39:03
ISSO AÍ É CASO DE POLÍCIA - SÃO OFENDÍCULOS.
SERÁ QUE ESSA VELHA NÃO PENSA QUE ALGUÉM, PRINCIPALMENTE, CRIANÇAS, PODEM ATÉ MORRER COM ESSA PALHAÇADA.
JÁ QUE É UMA SENHORA DE IDADE, PODERIA ACORDAR CEDO E FICAR DE VIGIA O DIA INTEIRO NA FRENTE DA CASA DELA.
 
Abmael Pereira em 15/12/2010 09:46:51
O negócio é avacalhar mesmo, a prefeitura não está interessada nesse tipo de fiscalização. Cada um deve lutar com as armas que tem. Pregos, martelos, cones o que estiver a mão. Entendo perfeitamente a situação dessa senhora. Nós, brasileiros, estamos jogados e desprezados pelo poder público. Se resolvemos sair com a família, estamos nas mãos dos flanelinhas e dos escrupulosos que interditam os estacionamentos nas guias públicas com aquelas faixas amarelas e pretas. Não é fácil senhores, não é fácil viver em um país onde nosso valor só é miseravelmente ressaltado a cada quatro anos.
 
Alberto Vasques em 15/12/2010 09:46:51
Esta senhora com certeza vai ter problemas... porque eu moro neste bairro, tenho 02 filhos, e a calçada(apesar de ela ter pagado para fazê-la) é pública!! Estes pregos podem causar um acidente muito sério não só com meus filhos, mais com pessoas idosas como esta senhora que muitas vezes não tem uma visão muito previlegiada. Se ela teve problemas com motoristas imprudentes que estacionavam neste local, deveria procurar uma autoridade competente para resolver seu problema!! É por isso que as coisas estão como estão... é como os casos da Dengue... as pessoas reclamam, reclamam e esquecem de ligar na sesau e cobrar seus direitos. Pode ser que demore para eles tomarem uma atitude mas, a partir do momento que há um registro a coisa muda de figura!!! Na minha opinião atitudes ignorantes e abusivas como a desta senhora não levam a nada!!
Shirley.
 
Shirley Rodrigues Costa. em 15/12/2010 09:30:40
Pode ser sim que a atitude da moradora foi exagerada, mas n tiro a razão dela em algumas partes. As pessoas que escrevem criticam, mas n se colocam no lugar dela. A secretaria responsável pelas obras ''trabalha'' com o total descaso e desrespeito com os moradores da capital. Mas o problema principal é q as pessoas n respeitam os direitos uma das outras, sem educação, são hipócritas, estacionam na calçada dos outros, ñ respeitam as sinalizações de trânsito, tem motoristas que faltam passar por cima dos pedestres nas faixas de sinalização (em grandes capitais, com pessoas mais educadas, o pedestre pisou na faixa os carros param) nunca vi isso aq, vejo o motorista buzinar e xingar o pedestre e se vc esta de carro e para para uma pessoa q esta atravessando vem um infeliz atrás de vc e buzina no seu ouvido. Além disso tudo uma das coisas q me deixa mais indignada é como as pessoas n tem noção do problema do lixo nas ruas, são alienadas, jogam lixo em qualquer lugar... Já passou da hora das pessoas pararem só de falar baboseira e terem mais respeitos umas com as outras e fazerem sua parte, fiscalizar tbm, ... e os responsáveis q são eleito por nós trabalharem corretamente... FALAR É FACÍL, RECLAMAR TBM...
 
Karol Assis em 15/12/2010 09:23:19
O abandono e a ineficiência do Poder Público impõe ao cidadão comum atos como este, extremo. Vejo que varios opinantes citaram que a calçada é "pública" mas, cabe lembrar, que compete ao particular faze-la e mante-la.
Desta forma, a D. Lucia que ja deve estar ter sua paciência esgotada tomou uma medida drastica para solucionar um problema que deveria ser tomada pelas autoridades competentes. Mas, no final das contas ela é que vai ser penalizada. Como diz o jornalista "isto é uma vergonha.
 
joão roberto guarin em 15/12/2010 09:12:24
Com relação a reclamação da senhora em questão, com certeza tem procendencia visto que calçada é para pedestre, quanto a colocar pregos e outros para evitar que condutores cometam tais absurdos é irregular, nos colocamos a disposição para reclamações semelhantes e com certeza encaminharemos um agente até o local para que autue os infratores. Pessoas que quiserem entrar em contato favor ligar no 3314-3422
 
carlos gomes guarini em 15/12/2010 08:10:00
Janaína Evaristo, que número é esse do Detran? Tenho enfrentado problema semelhante.
 
Daniel Francelino em 15/12/2010 07:59:48
Embora a D. Lùcia tenha gasto para fazer a sua linda calçada, esse espaço é de uso de pedestres, procure as autoridades e que elas tomem providências porque se alguém se machucar alí o prejuízo vai ser maior D. Lúcia.
 
Charles Vargas em 15/12/2010 07:45:23
para que serve a semadur?... a população não aguenta más tanto descaso. aqui no portal caiobá temos situações parecidas...principalmente na rua poente.
 
eunice gonçalves martins em 15/12/2010 07:39:48
Falou-se em segurança do pedestre, que segurança? Se as calçadas estão tomadas por toda sorte de obstaculos: trailler de lanches, cadeiras de bares, casinhas de moto taxi, entulhos e materias de cosntrução, "estacionamentos exclusivos para clientes", etc..., qual segurança que nós temos na calçada, entendo a situação dessa sra, moro na região da Igreja Perpetuo Socorro, deem uma passadinha por aqui as quartas-feira e vcs verão a falta de segurança na calçada, a falta de respeito, e o descaso das autoridades "competentes" no que diz respeito a sinalização e estacionamento regulamentado. Já fiquei e ainda fico preso na minha casa, estacionam na saida da garagem e não estão nem ai, já tive que ir trabalhar de ônibus porque um (a) infeliz estacionou na saida da minha garagem e foi a missa sem se preocupar se eu iria ou não sair com carro, repito que segurança nós temos na calçada? Só acho que essa sra deveria sinalizar esses pregos que poderão causar tragédias.
 
Joss Terrafugia em 15/12/2010 07:33:59
Isso demonstra o total abandono do poder público em relação as questoes inerentes aos bairros da nossa Capital.

Nelsinho, Cade voce, por onde voce anda?
Secretário de Obras, Cade você?

 
NILO ARAUJO em 15/12/2010 07:25:45
Por falar em calçadas e acessibilidade,se no Brasil ou Campo Grande fizesse como os Europeus e Norte-americanos em que suas prefeituras ao fazer o asfalto de um bairro ou rua incluisse a calçada como parte do asfalto poderiamos ter calçadas padronizadas que com certeza dariam a acessibilidade dos deficientes e pessoas comuns,hoje em Campo Grande cada morador faz suas calçadas de um jeito de forma que haja diferenças de alturas o que dificulta para o transuente e o poder púlbico joga a rsponsabilidade da calçada não só aqui mas em todo país para o cidadão que já paga muitos impostos.
 
antonio luis em 15/12/2010 07:15:53
Absurdo ou não sofro com o mesmo problema. Resido na região da julio de castilho e o pessoal estraga toda minha calçada, já perdi a conta de quantas vezes fico sem poder estacionar na minha propria casa, e pior quebram toda ela,acho um absurdo o que essa senhora fez mas eu sei o que ela passa.(aja dinheiro para arruamar a calçada a cada tres meses, porque se voce não arruma aparece o fiscal da prefeitura né?)
 
deise xavier em 15/12/2010 06:43:50
Ela tem toda razao...se ela nao cuidar do que é dela ninguem mais cuida,alem do mas as autoridades nao fariam nada a respeito do assunto.
 
jefferson marques em 15/12/2010 06:43:37
Ministério Público - a calçada é pública, portanto aguardo sua manifestação.
 
EDMIR RIBEIRO TERRA em 15/12/2010 06:13:40
Minha senhora ja que tem tanta gente reclamando da Atitude da senhora, que no meu ponto de vista não foi exagerada, retire os pregos da calçada (para não ser multada), e todo carro que estacionar na sua calçada, (que é publica, mas não para estacionar carro).Pegue um prego desses que a Sr coloco na calçada e risque o carro, que não irá mais acontecer esse problema.
 
Geovani.Santana em 15/12/2010 04:34:05
Acessoria Jurídica não bateu na porta da mulher... foi logo um fiscal querendo meter a caneta. Eita Campo Grande, quem olha assim acha que isso aqui é lindo. Muita praça pra pouca gente feliz andar.
 
Rafael Moreira Correia em 15/12/2010 03:32:21
Quem falou que a agetran está no centro, aqui nao tá nao, pode vim ver nao vao achar nenhum deles aqui no centro,,,eles vem aqui no final da tarde fazem muitas, mas muitas, muitas notificações mesmo, principalmente estacionamento irregular podem ver que eles nao fazem outra coisa por exemplo prevenção ou educação no transito,,,mas arrecadar para o flex park,,a isso sim... mas só no final da tarde lá pelas 17:h, antes sabe lá por onde andam...
 
wandelcy romão em 15/12/2010 03:31:23
Absurdo são as pessoas que falam so asneira, e não tomam nenhuma provîdência, com relação a suas calçadas que foram feita para pedreste usarem e não pra estacionamento de veiculo, parabens pra D. Lucia que sabe com essa atitude o poder publico mande os caquinhos andarem pelos bairros pra verem os abusos de certos motoristas.
 
Carlos Gomes em 15/12/2010 02:40:59
O certo seria a aposentada telefonar para a AGETRAN quando um veículo estacionasse no lugar. Mas, sabemos, a AGETRAN tem pouquíssimos agentes e a PM tem coisas mais importantes pra fazer. Resta à cidadã "fazer justiça pelas próprias mãos" (o que também não é correto). Estamos diante de um impasse causado pela ineficiência do Estado em fazer valer os direitos fundamentais de seus cidadãos e a decorrente descrença nas instituições públicas (tanto da aposentada como dos maleducados que insistem em estacionar carros em sua tão bem cuidada calçada). Parabéns pela matéria. Faltou apenas dizer o que o cidadão deve fazer caso alguém estacione o carro em sua calçada.
 
Gilberto Ramos em 15/12/2010 02:22:02
Certo que calçada não é estacionamento, mas deveria servir para passagem de pedestres... Com esses pregos, os pedestres deverão passar por onde mesmo, pelo meio da rua, disputando lugar com os veículos?
Essa senhora tem seus direitos, mas está tentando resolver de maneira torta. Boicotar os direitos alheios em nome dos seus é no mínimo uma atitude egoísta e intolerante.
Apesar dela haver pago pela calçada, a mema faz parte da via pública, os pedestres precisam dela. Não é uma propriedade particular onde possa ser feita qualquer modificação...
Acorde, minha senhora!!!!!! Cadê seu espírito de Natal???? Deixe as criaças brincarem na calçada em paz!
 
Terezinha de Goes em 15/12/2010 02:13:22
Meus parabens, já que os motoristas não respeitam e não entendem que calça é para pedestre e não estacionamento de veículo, fez bem essa senhora.
 
Alexandre Assef. em 15/12/2010 02:08:25
QUANTA IGNORANCIA DESSA SENHORA SERA QUE ELA NÃO PENSA NAS PESSOAS COM A IDADE DELA PARA PASSAR POR ESSA CALÇADA QUE É PULBLICA POR SINAL. ASSIM QUE VAMOS SER UM PAÍS DE PRIMEIRO MUNDO COM TAMANHA IGNORANCIA, VAI DEMORARRRRR MUITOOOOOO.
 
MARIZE MENDES em 15/12/2010 01:27:12
Sra Lúcia ao invés de gastar com as barricadas de concreto, porque a sra não investiu e abriu um estacionamento no local, com certeza a senhora ganharia um dinheirão!!! Hahahaha
Já tenho até um nome grátis “calçadas estacionamento”
 
josiel batista em 15/12/2010 01:24:49
MEU DEUS ATÉ QUE PONTO CHEGAMOS UMA SENHORA DESSA FAZER UMA COISA DESSA, E O NOSSO DIREITO DE IR E VIR COMO CIDADÃOS LIVRES COMO FICA, ALGUÉM TEM QUE TOMAR ALGUMA ATITUDE, A CALÇADA PELO QUE SEI É PUBLICA TODOS PODEMOS UTILIZAR, JÁ PENSOU O QUE PODE ACONTECER COM UMA PESSOA NORMAL DESATENTA, IDOSA, CRIANÇA, CEGA ... CADE OS DIREITOS HUMANOS VAMOS TOMAR PROVIDENCIAS SE ESSA SENHORA É DESINFORMADA VAMOS INFORMAR A ELA SOBRE O DIREITO DAS PESSOAS DE IR E VIR OU SE FOR IGUINORANTE MESMO QUE É O PARECE TOME AS PROVIDÊNCIAS DEVIDAS ANTES QUE SE MACHUQUE DE VERDADE.
PELO AMOR DE DEUS APESAR DA IDADE ESSA SENHORA MERECE UMA PUNIÇÃO POR TAMANHA IGNORANCIA.
 
ELMESON MORAES em 15/12/2010 01:04:51
TUDO SERIA RESOLVIDO SE OS MOTORISTAS TIVESSEM EDUCAÇÃO E BOM SENSO EVITANDO ESTACIONAR NAS CALÇADAS. JA QUE A D. LUCIA ESTA INDIGNADA COM ISSO ELA PODE LIGAR NO DETRAN DENUNCIAR O ESTACIONAMENTO INDEVIDO DOS CARROS NA CALÇADA, E IMEDIATAMENTE UM GUINCHO VEM AO LOCAL LEVAR O CARRO DO PÉSSIMO MOTORISTA! ISSO JA ACONTECEU NO BAIRRO QUE MORAVA, UM MORADOR DO CONDOMINIO TODAS AS NOITES ESTACIONAVA SEU BELO CARRO NA CALÇADA, IMPEDINDO NOSSA PASSAGEM ATÉ QUE LIGARAM E VIERAM A NOITE MESMO, GUINCHAR O CARRO E NUNCA MAIS ELE FEZ ISSO,
SERIA MAIS FACIL ELA SE INFORMAR DO NUMERO NO DETRAN E A SUA CALÇADA FICA LIVRE!
 
Janaina Evaristo em 14/12/2010 09:35:08
Isso é intolerância!!!!
 
Jerson Oliveira em 14/12/2010 09:16:11
Bem...se é certo ou errado não vem ao caso mas entendo a situação desta senhora. Igualzinho aqui na Vila Rica, na Rua João de Oliveira Lima, nr 26 a empresa Depósito Aroeira faz a mesma coisa e nunca veio um fiscal da prefeitura multá-los. E olha que já reclamei algumas vezes. E ai? Será que amanhã terei uma boa surpresa vendo a Rua dos Indios e a João de Oliveira Lima sendo limpadas e os pedestres podendo passar na calçada sem o perigo de se machucar? Vem de lá fiscalização!!!!
 
Marco Antonio Correia em 14/12/2010 08:41:07
Que exagero... e esses pregos podem ferir gravemente crianças que brincarem na calçada ou pessoas que passem por aí à noite e não vejam o perigo.
 
Gisele Sena Bertolazo em 14/12/2010 08:25:08
ISSO É UM ABSURDO, ALGUÉM PODE SE MACHUCAR COM ESSES PREGOS, ESSA SENHORA DEVE ESTAR LOUCA, MANDA ELA FAZER ALGUMA COISA AO INVÉS DE FICAR PROCURANDO CONFUSÃO. A POLICIA DEVE SER CHAMADA PARA ELA.
 
emerson arruda em 14/12/2010 07:45:30
Isso é um absurdo, temos que pensar na segurança dos pedestres, cade a acessibilidade dos cadeirantes? Cade a segurança das crianças? Vamos ter mais compreensão Dona Lucia!!
 
Leal Lopes em 14/12/2010 07:24:08
isso é um absurdo, pois alguma criança pode se machucar serio ali, nao só criança, como idoso e principalmente deficientes visuais, ela tem que se consentizar disso!
 
vino em 14/12/2010 07:18:44
O espaço da calçada é público e mesmo que a Dona Lúcia esteja indignada com o estacionamento irregular de veículos, ainda assim não poderia ter colocado pregos na calçada. Tomara que ninguém se machuque, pois senão a Dona Lúcia será obrigada a reparar os danos além de responder por lesão corporal.
 
Juracy Pereira em 14/12/2010 06:45:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions