A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/12/2010 10:40

Para prefeitura, alças vão acabar com congestionamento na MT

Aline dos Santos e Carlos Martins

Com objetivo de desafogar o trânsito já foram cogitados a construção de viaduto e mergulhão

Rotatória será liberada hoje após três meses de interdição. (João Garrigó)Rotatória será liberada hoje após três meses de interdição. (João Garrigó)

A rotatória entre as avenidas Mato Grosso e Via Parque, onde o tráfego será liberado hoje, não receberá novas obras para pôr fim ao estrangulamento no trânsito.

Com o objetivo de acabar com os congestionamentos diários no local a prefeitura de Campo Grande já cogitou a construção de viaduto ou mergulhão (passagem subterrânea).

Contudo, o diretor de Trânsito da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, afirma que a construção de duas alças viárias e a instalação de semáforos entre a Via Parque e a rua Antônio Maria Coelho serão suficientes para resolver o problema. “O mergulhão é um caso para se pensar no futuro”, afirma.

Ele explica que a instalação de semáforos deu mais segurança na conversão para quem vai da Via Parque em direção à Antônio Maria Coelho. O campo-grandense foi obrigado a aderir ao novo caminho para o Parque dos Poderes quando a rotatória foi interditada, em agosto.

Para o diretor, as alças que distribuem o trânsito da Mato Grosso para a Via Parque também reduzirão o fluxo de veículos na rotatória.

Rotatória será liberada hoje após três meses de interdição. (João Garrigó)Rotatória será liberada hoje após três meses de interdição. (João Garrigó)

Ponto de estresse diário para os motoristas, agravado por alagamentos nos dias de chuva forte, a rotatória também recebeu obras para contenção de enchentes.

O projeto contou com a construção de uma galeria de concreto que possui 3,5 metros por 6 metros e extensão de 80 metros.

Os recursos são provenientes da Secretaria Nacional da Defesa Civil, vinculada ao Ministério da Integração Nacional. Ao todo, foram repassados R$ 20 milhões para obras de recuperação do Fundo de Vale do Córrego Prosa.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions