ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 16º

Capital

Para presidente da Santa Casa, construir Hospital Municipal é “equívoco”

Aline dos Santos e Kleber Clajus | 02/12/2013 12:28
Segundo Teslenco, Capital precisa é de pronto-socorro. (Foto: Marcos Ermínio)
Segundo Teslenco, Capital precisa é de pronto-socorro. (Foto: Marcos Ermínio)

O projeto para construção de um Hospital Municipal foi classificado como equívoco pelo diretor-presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Wilson Teslenco. O grupo administra a Santa Casa.

“O município precisa ficar com o pronto-socorro e a Santa Casa faz os demais atendimentos. Não haveria necessidade de mais um hospital”, salienta Teslenco. Ele defende a criação de um pronto-socorro municipal.

Nesta segunda-feira, Teslenco participou de reunião com o governador André Puccinelli (PMDB), mas não revelou o teor do encontro. O Hospital Municipal deve ser de médio porte, com 250 leitos.

De acordo com a Prefeitura, o projeto demandaria investimento de R$ 112 milhões. Desse total, R$ 41 milhões serão assegurados por emenda do senador Delcídio do Amaral (PT). O governo federal entraria com mais R$ 14 milhões.

A Prefeitura previu uma contrapartida de apenas R$ 300 mil no Orçamento de Campo Grande para 2014. Desta forma, ainda faltariam R$ 57 milhões para a obra. O hospital deve ser construído na avenida Tamandaré, mediante permuta com o Exército.

Nos siga no Google Notícias