A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

29/12/2012 09:39

Parte de casa no Centro desaba após chuva forte na Capital

Viviane Oliveira e Mariana Lopes
Uma das casas foi interditada pela Defesa Civil. (Foto: João Garrigó)Uma das casas foi interditada pela Defesa Civil. (Foto: João Garrigó)
Muro desaba e causa efeito dominó. (Foto: João Garrigó)Muro desaba e causa efeito dominó. (Foto: João Garrigó)

A chuva forte de ontem à noite derrubou parte do muro e de uma casa na rua Marechal Candido Rondon esquina com a Padre João Crippa, no Centro de Campo Grande. Com risco de desabar a residência foi interditada pela Defesa Civil.

No local onde houve desabamento tem três casas, duas ocupadas e uma vazia. De acordo com o agente da Defesa Civil Peterson Oliveira Bastos, como choveu muito a água que caiu do telhado empoçou no muro, que cedeu e começou a cair.

A parte atingida ficava a parede da casa de uma idosa. A moradora teve que sair do local e a residência foi interditada. Ninguém ficou ferido. 

“A casa que teve parte do muro levada pela chuva está comprometida. Se chover mais, toda a área terá que ser isolada porque corre o risco do resto do muro desabar”, disse o agente.

Assustados com o estrago causado pela chuva, os moradores de uma das casas, Geane Carvalho, 24 anos, e o esposo, Frederico Rotter Begara, 26 anos, haviam acabado de chegar de viagem.

“Depois que um imóvel ao lado foi demolido, para construção do estacionamento de uma famárcia, as casas ficaram frágeis”, disse Geane, acrescentando que mora há três anos no local e nunca tinha passado por situação semelhante.

De acordo com o Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança) desde às 21h40 de ontem até às 5h de hoje foram 24 ocorrências relacionadas a chuva de ontem.

Foram registrados 18 alagamentos em residências, dois veículos invadidos pela a água, um na avenida Capibaribe e outro na avenida Dr. Euler de Azevedo. Também foram registradas pelo menos três quedas de árvores.

Campo Grande registrou 48,4 milímetros de chuva na noite de ontem. A chuva atingiu todas as regiões da cidade. Segundo o meteorologista da Uniderp/Anhanguera, Natálio Abrahão Filho, a expectativa é que o mês registre 210 mm. No entanto, até hoje, foram 159 mm de chuva na região Oeste e 120 mm na região Leste.



Nunca vamos aprender que concreto e asfalto em demasia causa muitos prejuízos.
 
Oswaldo Ferreira em 30/12/2012 14:08:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions