A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/09/2015 10:54

Pedreiro agradece a Deus por salvar família após perder tudo em incêndio

Juliana Brum
O fogo consumiu toda a casa e pertences ( Foto - Gerson Walber)O fogo consumiu toda a casa e pertences ( Foto - Gerson Walber)

Há dois dias o fogo acabou com o sonho da família Silva, que há três meses veio de Corumbá para Campo Grande com o objetivo de oferecer vida melhor aos cinco filhos.

O pedreiro Rosildo da Silva relutou em mudar-se para o Bairro Noroeste com medo dos usuários de drogas. No entanto, sem opção, aceitou a indicação da mãe, que mora na região e conseguiu a casa de três cômodos, que seria paga em pequenas prestações.

Trabalhando como pedreiro em Campo Grande, Rosildo estava animado por ter conseguido matricular os filhos mais velhos: Ronilson, 9 anos, e Fernanda, 6, na escola do bairro.

Enquanto os filhos estudavam, Rosildo trabalhava. Já a esposa, Idalina Ribeiro da Silva, 36, cuidava da casa e das três filhas menores: Maria Fernanda, 3, e das gêmeas Ana Clara e Ana Beatriz,  1. Com esta rotina, eles já estavam acostumados e felizes com a nova casa.

Até que, na última quarta-feira (23), ao chegar em casa o patriarca da família se deparou com a casa destruída pelo fogo. A causa do incendio é um mistério. Emocionado, ele contou que a única coisa que salvou foi uma camiseta da filha de 3 anos, o resto foi consumido pelo fogo.

"Dói o peito em ver a nossa casa destruída. Foi terrível ver tudo o que era nosso queimando. Acabou com tudo, mas agradeço ao meu Deus que não vi meus filhos e minha esposa pegando fogo", desabafou o pedreiro, aos prantos.

Chorando Rosildo conta que por Deus não encontrou a família queimada (Foto - Gerson Walber)Chorando Rosildo conta que por Deus não encontrou a família queimada (Foto - Gerson Walber)

No dia do incêndio, Idalina levou as filhas pequenas no posto de saúde, enquanto o marido estava no trabalho e os outros filhos não haviam retornado da escola.

Compadecidos com o incêndio que acabou com a casa da família, os vizinhos se reuniram e emprestaram uma casa, próxima ao local que pegou fogo, doaram roupas, duas camas, um fogão velho e uma televisão para que pudessem recomeçar a vida.

O corumbaense afirma que não se arrepende de ter vindo tentar a vida na Capital. O sonho de construir uma nova vida continua. Ele destaque a família foi o maior bem que Deus lhe deu.

Quem quiser ajudá-los, a família precisa de roupas para as crianças, fraldas tamanho M e G, leite, botijão de gás, panelas, geladeira e material para reconstruir a casa. Rosenildo pede 30 bolsas de cimento, 1.000 tijolos, 6 metros de areia e telhas. De preferência não contribuir com dinheiro.

O telefone para contato com a família é por meio da irmã e cunhado de Rosildo 9118-6544. O endereço é Rua Marechal Malec, no Jardim Noroeste.

Família chora ao ver tudo destruído (Foto - Gerson Walber)Família chora ao ver tudo destruído (Foto - Gerson Walber)
Nenhum utensilio saiu ileso ( Foto - Gerson Walber)Nenhum utensilio saiu ileso ( Foto - Gerson Walber)


Senhores Vereadores leiam esta matéria, tanto dinheiro gasto com luxos e regalias...
Ajudar essa família é pedir perdão a Deus pelos seus atos.
 
Luciano Silgueiro em 27/09/2015 11:03:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions