A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

23/09/2018 08:19

PM precisa intervir para conter briga generalizada em saída de show

Confusão aconteceu na saída do show Tardezinha do cantor Thiaguinho, no Parque das Nações Indígenas

Viviane Oliveira
Local onde ocorreu o show na noite de ontem (Foto: Geisy Garnes) Local onde ocorreu o show na noite de ontem (Foto: Geisy Garnes)

 

 

Cinco pessoas com idades entre 23 e 28 anos foram presas após briga generalizada na saída de um show, por volta das 22h de ontem (22) no Parque das Nações Indígenas, nos altos da Avenida Afonso Pena, no Bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande. A polícia usou spray de pimenta para acabar com a confusão. 

Conforme boletim de ocorrência, equipes da PM faziam o policiamento do show Tardezinha, do cantor Thiaguinho, quando foram acionadas para atender briga generalizada na ponte - próximo à saída. Em razão da confusão, várias pessoas ficaram encurraladas correndo risco de cair na água.

Um dos suspeitos de iniciar a confusão, um jovem de 23 anos, tentou fugir da polícia e saiu correndo, mas no caminho derrubou uma mulher em uma valeta no final da ponte. A vítima sofreu vários ferimentos com a queda. O rapaz também ficou ferido. Enquanto a equipe tentava imobilizar o suspeito, outro grupo não identificado iniciou outra briga generalizada.

Durante intervenção da polícia, o envolvidos na confusão desacataram as equipes policiais e passaram a arremessar copos e latas de cerveja. A polícia, então, para dispersar o grupo usou spray de pimenta. Uma das envolvidas na briga, conforme o registro policial, incitava as pessoas contra os policiais e ao ser detida danificou com chutes e socos o compartimento da viatura onde são transportados os presos.

Depois de muita confusão, a situação foi controlada com o apoio dos seguranças do show e reforço de policiais da força tática do 1º Batalhão, Batalhão de Choque e equipes de motocicleta do Batalhão de Trânsito. Os envolvidos foram autuados por resistência, desobediência, desacato, lesão corporal culposa e dano qualificado ao patrimônio público. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions