A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

30/03/2016 19:26

Policia Ambiental vai combater poluição sonora e perturbação do sossego

Paulo Yafusso
Os 28 jovens detidos na semana passada, respondem por perturbação da ordem e do sossego alheio (Foto: Marcos Ermínio)Os 28 jovens detidos na semana passada, respondem por perturbação da ordem e do sossego alheio (Foto: Marcos Ermínio)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) vai realizar operações de combate a poluição sonora e perturbação do sossego em Campo Grande. O comandante-geral da PM (Polícia Militar), coronel Jorge Edgard Júdice, afirmou que essa ação será realizada por causa do aumento no número de reclamações ao telefone 190 do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública). Na semana passada, 28 jovens foram parar na delegacia, sob a acusação de perturbação da ordem e do sossego alheio, ao participarem de festa com barulho e som alto até a madrugada.

As operações já estão sendo planejadas e serão realizadas nos próximos dias, principalmente nos finais de semana. O coronel Júdice disse que a decisão não é por conta do episódio envolvendo os 28 detidos, que teriam sido conduzidos à Polícia Civil somente porque a festa da qual participavam estava sendo realizada próxima a casa do desembargador Luiz Gonzaga Mendes Marques.

“Já estávamos planejando realizar algumas ações por causa do aumento no número de reclamações ao 190, por perturbação do sossego”, afirmou. Também na semana passada, o dono de um hotel localizado na rua Ceará, no bairro Santa Fé, procurou a Polícia Civil para reclamar que a bagunça frequente em frente a uma conveniência próxima não o deixa dormir e com essa situação está perdendo clientes.

Segundo o comandante, a PMA vai verificar principalmente a poluição sonora, mas caso seja verificado outro tipo de irregularidade ou crime, outras equipes da PM serão acionadas. “Durante a fiscalização pode ser encontrado um carro com documentação irregular ou com adulteração de características, aí essas pessoas abordadas também serão responsabilizadas por isso”, comentou. O som veicular acima do permitido por lei também será combatido.

Em Mato Grosso do Sul, a lei estabelece que o limite de som é de 55 decibéis à noite e 60 decibéis durante o dia. Existe ainda uma lei complementar municipal, que proíbe o consumo de bebida alcoólica por aglomerados de pessoas em prédios e praças públicas, nos postos de combustível e em áreas externas de conveniências.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions