A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

14/08/2014 11:20

Polícia aposta em laboratório para sequestrar bens de traficantes

Francisco Júnior
Laboratório auxilia Polícia na elucidação de crimes. Laboratório auxilia Polícia na elucidação de crimes.

Com auxílio do LAB-LD/PCMS (Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul), a Policia prendeu dois homens este mês pelo crime de lavagem de dinheiro. 

O caso foi investigado pela DECO (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado). Conforme a investigação, os presos, sendo um de 50 anos e outro de 52, este último com passagens por tráfico de drogas em MS e SP desde 1996, apresentaram movimentações financeiras incompatíveis com as suas capacidades econômicas.

Além do indiciamento pelo crime de Lavagem de Dinheiro, que tem pena prevista de 3 a 10 anos prisão mais multa, foi representado pelo delegado responsável pela investigação, João Eduardo Davanço, o sequestro e perdimento de todos os bens imóveis (casas e terrenos) e bens móveis (veículos), em nome dos indiciados e de laranjas, adquiridos através de lavagem de dinheiro.

O caso ainda está sendo investigado pela delegacia. O delegacia afirma que foi de suma importância o auxilio do laboratório neste caso. “Foi quase um ano de investigação. ´É um tipo de investigação trabalhosa que contou com apoio do laboratório que especifico para lavagem de dinheiro”, explicou o Davanço.

Todos os bens apreendidos foram revertidos em favor do Estado de Mato Grosso do Sul, com base no art.4º de Lei 9.613/98 (Lei de Lavagem de Dinheiro, alterada pela Lei 12.683 de 09 de Julho de 2012). Esse é um dos trunfos da Polícia com esse laboratório, já que ele pode ajudar na elucidação dos casos com mais rapidez e possibilitar o sequestro e perdimento dos bens dos criminosos. 

Conforme o titular da DECO, o LAB-LD está em funcionamento há seis meses e já está apresentando resultados satisfatórios. “ Um dos casos que contamos com o auxílio do Laboratório foi na investigação no município de Guia Lopes da Laguna”, lembrou o delegado. O caso citado refere-se ao ex-secretário municipal de Assistência Social, Administração e Saúde daquela cidade, Edivaldo Soares Pereira, acusado de fraudar licitações e desviar R$ 500 mil. A Deco apurou o desvio de verbas públicas da Prefeitura praticadas pelo secretário, através de fraude à licitação e lavagem de dinheiro.

Atualmente, outros quatro casos estão sendo investigados com a participação do LAB-LD.

 

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions