A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/10/2011 17:34

Polícia prende mulher que vendia remédios proibidos a caminhoneiros

Viviane Oliveira
Ela foi presa na noite de ontem com 433 comprimidos sem procedência. (Foto: Pedro Peralta)Ela foi presa na noite de ontem com 433 comprimidos sem procedência. (Foto: Pedro Peralta)

Luci Puhl Ronsani, 46 anos, conhecida por Gaúcha, foi presa na noite de ontem (18), com vários comprimidos sem procedência, no Km 384 da BR-163, no bairro Chácara das Mansões em Campo Grande.

Na casa da mulher foram apreendidos 433 comprimidos e R$ 3.354 em dinheiro. Entre eles medicamentos que estão proibidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), desses 300 eram usados como rebites - comprimidos usados por caminhoneiros para ficar ligados.

Através de denúncias anônimas a Polícia montou campana em frente a um posto de combustível na rodovia. Ontem à noite Luci foi flagrada comercializando os medicamentos para um caminhoneiro.

De acordo com o delegado da Denar (Delegacia Especializada de Combate ao Narcotráfico), Marco Antônio Balsanini, os medicamentos comercializados eram Pramil, Viagra - estimulantes sexuais, anfepramona e femproporex - usados para emagrecer. Esses dois últimos estão proibidos pela Anvisa.

Em entrevista, Luci disse que não sabia que era proibido vender os medicamentos. Ela não quis falar quem era o fornecedor e nem por quanto comprava e revendia os produtos.

“Eu tomo remédio para emagrecer há cinco e vendo há seis meses. Todo mundo quer ficar bonito em forma, não vejo problema nisso”, afirma.

Segundo o delegado, Luci será encaminhada para o presídio feminino, os remédios serão enviados para a perícia. O dinheiro será depositado em conta judicial.

“Com esta prisão estamos evitando morte de pessoas inocentes na estrada. Para manter em um período maior acordado os caminhoneiros tomam esses comprimidos, não percebem a sonolência e acabam causando acidentes graves”, explica Marco Antônio.

A pena para quem comercializa estes remédios é de 5 a 10 anos de prisão. O delegado disse que o objetivo agora é investigar quem é o fornecedor.

Rebite - O nome é dado à mistura de medicamentos à base de anfetaminas com a cafeína, encontrada na Coca-cola e em energéticos. A pessoa fica com mais energia e evita o sono.

A combinação é perigosa, pois chega em um determinado momento a pessoa dorme de olhos abertos. Sob estes efeitos, o motorista pode ter alucinações e causar acidentes.

Femproporex e anfepramona - São usados no combate à obesidade, grande parte do abuso na utilização do remédio é devido a sua propriedade estimulante capaz de também manter a pessoas acordada.

Desta forma, era muito utilizado de forma irresponsável por caminhoneiro. Para combater os problemas causados, a Anvisa proibiu a comercialização em outubro deste ano.

Juiz mantém decisão da Anvisa que proibiu venda de remédios para emagrecer
O juiz Novély da Silva Reis, da 7ª Vara Federal do Distrito Federal, negou hoje (14) pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM) para liberar a vend...
Veto a anfetaminas para emagrecer começa a vigorar dentro de 60 dias
Não poderão mais ser vendidos medicamentos a base de anfepromona, femproporex e mazindol.Entra em vigor no prazo de 60 dias a determinação da Anvisa...
Maioria dos leitores aprova decisão da Anvisa de banir emagrecedores
A maioria dos leitores do Campo Grande News aprova a medida da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de retirar os remédios moderadores d...


Concordo que os estimulantes causam acidentes, mas nao podemos esquecer oo alcool. Esse simé o causador de grandes perdas em familias inocentes quen saem para viajar pelas rodovias e avenidas e nunca mais regressam, deixando apenas saudades.
 
Ademar da Silva em 22/10/2011 12:44:44
os verdadeiros culpados destes desastres são as transportadoras que cada vez mais exigem que oos motoristas vivama noite para cumprir sua missão, os bancos e financeiras com juros lá em cimafazem com que o trabalhador durma cada vez menos para conseguir pagar a parcela do caminhão. É bom nos analisarmoos os verdadeiros culpados destes desastres.
 
sabrina campos em 22/10/2011 04:24:58
Dizem que o erro esta em quem vende esse medicamento mas os maiores infratores são os motoristas de carros baixos que querem fazer ultrapassagens e acabam prejudicando aqueles que estão trabalhando muitas vezes com horarios apertados pra chegar ao seu destino tomam esse remedio para seu auxilio.. Os carros baixos são culpados por 80% dos acidentes pela velocidade e por acharem donos das estradas..
 
Maria Aparecida em 21/10/2011 12:22:20
Parabéns à policia pelo belo trabalho, parabéns às pessoas que denunciam anonimamente esses infratores. Sugiro maior fiscalização nas feiras livres, tem muitos conntrabandistas disfarçados de feirantes vendendo medicamentos trazidos do Paraguai.
 
jose alfredo de melo em 20/10/2011 11:23:46
CARINHOSAMENTE CONHECIDA COMO CORAÇÃO...ELA CHAMAVA TODOS DE CORAÇÃO E POR ISSO FICOU ESSE APELIDO NELA.
 
JOEL GOMES em 20/10/2011 10:11:17
Sempre a denar, fazendo um ótimo trabalho! Parabéns!!
 
Austry Carrano em 19/10/2011 11:03:51
PARABENS AOS POLICIAIS DESTA DELEGACIA, QUE DESTA MANEIRA EVITRAM MUITAS TRAGEDIAS NA ESTRADA.
 
astrogildo aparecido em 19/10/2011 05:52:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions