A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/01/2016 10:40

Polícia procura pistas, mas ainda não sabe quem matou técnico agropecuário

Luana Rodrigues
Carlos Guilherme dos Santos Bertoldo, 30 anos, morto durante um assalto ontem. (Foto: Arquivo Pessoal)Carlos Guilherme dos Santos Bertoldo, 30 anos, morto durante um assalto ontem. (Foto: Arquivo Pessoal)

Policiais da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos) estão em busca dos quatro homens que mataram Carlos Guilherme dos Santos Bertoldo, 30 anos, durante um assalto na noite de domingo (24). Segundo o delegado responsável pelo caso, Reginaldo Salomão, ainda não há informações sobre o paradeiro dos suspeitos, mas uma equipe da Derf trabalha na identificação deles.

Ainda conforme informações do delegado, a polícia já ouviu a esposa da vítima, que presenciou o crime, mas devido ao estado de choque e tristeza pela perda, a mulher não soube dar muito detalhes sobre o ocorrido. “Estamos respeitando a situação da família, mas a princípio o que sabemos é que ele reagiu mesmo”, explicou.

Carlos estava em uma picape Strada Working e havia levado a esposa até um ponto de ônibus, quando foi abordada por quatro homens, dois em cada moto. Os dois garupas desceram e anunciaram o assalto.

A vítima, que portava um facão, teria reagido e corrido atrás dos bandidos, mas em um determinado acabou atingida no peito esquerdo, na altura do coração, por um disparo de arma de fogo. Carlos foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência), mas já chegou morto na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida.

Segundo o delegado, os bandidos fugiram sem levar nada. Testemunhas contaram que foram disparados de 3 a 4 tiros. Há marcas de sangue na ponta do facão, porém, ainda não há confirmação se um dos bandidos foi ferido, pois o sangue pode ser da própria vítima.

Os familiares da vítima não querem falar no assunto sob a justificativa de que, além do trauma em si, o silêncio é para preservar o filho de Carlos Guilherme, de apenas seis anos de idade. O corpo de Carlos Guilherme está sendo velado em Aquidauana, cidade distante 140 km da capital, onde reside a família dele. O horário do sepultamento não foi informado.

Eventos de Natal, inauguração de igreja e obras interditam 9 ruas na Capital
A Agetran (Agência Municial de Transporte e Trânsito) informa que pelo menos 9 ruas terão o tráfego impedido neste domingo (17) em Campo Grande. O fe...
Bandidos armados com faca usam carro prata para assaltar vítimas
Dois homens armados com faca em um carro prata - com placas HTI-8594 - assaltaram ao menos duas vítimas, na madrugada deste domingo (17), no Bairro C...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions