ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 20º

Capital

População encontra de lixo à cobra em praça abandonada

Por Liana Feitosa | 12/01/2015 19:07
Praça no Conjunto Aero Rancho está abandonada há mais de 6 meses, segundo moradores. (Foto: Direto das ruas)
Praça no Conjunto Aero Rancho está abandonada há mais de 6 meses, segundo moradores. (Foto: Direto das ruas)

Moradores da Rua José Gonçalves Aguilera não aguentam mais a situação precária de um espaço público que era pra ser uma praça que fica no Conjunto Aero Rancho, setor 7. O terreno, segundo a população, está abandonado e não recebe nenhuma limpeza há mais de 6 meses.

"Meus pais moram no bairro há mais ou menos 20 anos e o problema é antigo. Demoram muito para limpar a praça e queremos melhorias", explica uma estudante de 18 anos que prefere não se identificar. Segundo ela, são feitas, no máximo, duas limpezas por ano no local.

"Tem muita sujeira, muito lixo. Já jogaram até sofá, resto de construção. E convivemos com o mal cheiro causado por restos de comidas jogados no terreno também. Além disso, as árvores estão todas sem poda e não existe área de lazer para crianças", completa.

Bichos - Devido ao descaso, é comum aparecer animais peçonhentos, insetos, cobras (como mostra o vídeo abaixo) e escorpiões nas casas próximas à área. "À noite, por causa da escuridão, usuários de drogas e outras pessoas usam as árvores para se encontrar", conta a estudante.

Por causa de tudo isso, veículos utilizam o local para "cortar caminho" e transitar também, segundo a leitora.
Para os moradores, uma das soluções seria cercar o local. A alternativa impediria o tráfego de veículos e ainda seria uma opção de diversão para as famílias.

O Campo Grande News tentou contato com a Prefeitura da Capital, mas até o fechamento desta matéria não obteve retorno.

De acordo com a estudante, vários moradores já entraram em contato com órgãos da prefeitura solicitando limpeza do terreno, mas nunca foi recebida alguma resposta.

Direto das Ruas - Pelo canal de interação entre a redação e o leitor, podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos. Seja um colaborador via WhatsApp pelo número (67) 9687-7598.

Morador registrou, em vídeo, situação do local:

Nos siga no Google Notícias