ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 14º

Capital

Por “liberdade”, manifestantes se reúnem em carreata na Afonso Pena

Centenas de carros e três caminhões de som participam do protesto neste domingo

Alana Portela e Ana Paula Chuva | 11/04/2021 09:41
Vários carros em fila para a carreata da Marcha da Família Cristã. (Foto: Ana Paula Chuva)
Vários carros em fila para a carreata da Marcha da Família Cristã. (Foto: Ana Paula Chuva)

Em busca da “liberdade”, manifestantes se reúnem nesta manhã para a “Marcha da Família Cristã”, em Campo Grande. A concentração começou por volta das 8h de hoje e contava inicialmente com cerca  500 carros que tomaram conta da rotatória da Avenida Mato Grosso. A fila se estende até a Avenida Afonso Pena e também ocupa as ruas laterais das avenidas, no entanto mais veículos foram se juntando quando a carreata começou por volta das 9h10.

 “A gente espera milhares de carros. Temos um contador e no final da carreata vamos ter o número quase exato. [Como] cristãos brasileiros estamos nos posicionando, pois queremos a liberdade, o direito de processar nossa fé, queremos o direito constitucional de ir e vir, direito ao trabalho. É por isso que estamos aqui”, afirma a coordenadora municipal da marcha, a médica Sirley Ratier.

Barraca com vendas de camisetas. (Foto: Ana Paula Chuva)
Barraca com vendas de camisetas. (Foto: Ana Paula Chuva)

A marcha deve ocorrer em vários lugares do país, com o mesmo propósito, a liberdade. Desde às 8h não para de chegar carros que vão se posicionando na carreata que começou às 9h10. Além dos veículos, a manifestação ainda conta com três caminhões de som para o percurso que é na Avenida Afonso Pena.

A carreata segue no sentido do aeroporto de Campo Grande, contudo dependendo da manobra de um dos caminhões do som, a carreata deve virar na Avenida Lúdio Martins Coelho ou voltar ao destino de partida.

Três grupos pró-bolsonaro participam da carreata. “Temos o Fora Corrupto, QG Voluntários de Bolsonaro e Pátria Livre”, diz Sirley. Além deles ainda têm os integrantes das igrejas católicas e evangélicas. “Temos entidades religiosas dando apoio”, completa.

“O Brasil é um país 90% cristão, não dá para aguentar o que está sendo feito”, declara a coordenadora da marcha.

Nos altos da Afonso Pena ainda foram montadas barracas, onde estavam sendo vendidas camisetas com estampas “Deus, pátria, família e liberdade” e garrafas de água para os manifestantes. Durante a carreata, alimentos e produtos de higienes estão sendo arrecadados pela organização da marcha.

“Temos brasileiros passando fome, isso não tem cabimento, pedimos por liberdade e direito de trabalhar para sustentar a família. Viemos lutar pelo direito do trabalho, angariando cesta básica, alimentos para distribuir as famílias carentes”, declara a coordenadora

Na carreata, os manifestantes carregaram uma faixa com a frase “Trabalho é vida, lockdown é morte”. Os protestantes ainda levaram várias bandeiras do Brasil para exibir durante o percurso.

A manifestação deve continuar até às 10h, com buzinaço na principal avenida de Campo Grande.

Faixa contra Lockdown feito pelos manifestantes para a marcha deste domingo. (Foto: Ana Paula Chuva)
Faixa contra Lockdown feito pelos manifestantes para a marcha deste domingo. (Foto: Ana Paula Chuva)


Nos siga no Google Notícias